Fevereiro 26, 2015

Maior feira de intercâmbio do Brasil traz as melhores oportunidades para quem deseja estudar fora do país

Publicidade

Convex – Banner de conteudo

Evento é gratuito, mas para participar é necessária inscrição

prévia por meio do endereço http://eduexpos.com/eduexpos2015

São Paulo, fevereiro de 2015 – Há cada vez mais pessoas viajando com o intuito de estudar e trabalhar em países estrangeiros. De acordo com pesquisa da Associação Brasileira de Organizações de Viagens Educacionais e Culturais (Belta), mais de 230 mil estudantes brasileiros fizeram intercâmbio fora do Brasil em 2014. Esse número revela que, em dez anos, a procura por esse tipo de viagens cresceu em até seis vezes. E quem quiser conhecer as melhores oportunidades desse universo terá vez na Feira de Intercâmbio EDUEXPO, marcada para ocorrer em São Paulo nos dias 7 e 8 de março.

O evento, considerado o maior do tipo no mundo, abrange mais de 30 países como possibilidades para quem quer estudar fora. Sediada no Centro Fecomércio de Eventos (Rua Dr. Plínio Barreto, 285, São Paulo), prevê-se que a EDUEXO supere 15 mil pessoas nesta edição. “Oferecemos os cursos mais procurados nos países preferidos pelos brasileiros”, afirma Júlio Ronchetti, presidente da FPP EDU-MEDIA, empresa responsável por organizar a EDUEXPO. Após passar por São Paulo, a feira marca presença também no Rio de Janeiro (10 de março) e em Campinas (17 de março) e já tem programada a edição em mais quatro cidades brasileiras.

Durante a EDUEXPO serão apresentados programas que incluem escolas de idiomas e de nível médio, além de cursos técnicos, graduação, pós, mestrado e MBA (Master of Business Administration). Cada uma das modalidades será representada por diretores de departamentos internacionais das universidades estrangeiras, agências de intercâmbio e agentes governamentais, responsáveis por indicar as vantagens de cada país e tirar dúvidas no que diz respeito a bolsas de estudos, vistos, custos de vida e tudo mais que o estudante precisa saber para programar o próximo destino.

Dividir para conquistar

Para facilitar a circulação dos visitantes, a feira estará dividida em cinco pavilhões chamados Canadá, Reino Unido, Estados Unidos, Europa e Nova Zelândia – este último exclusivo em São Paulo. Nas áreas dedicadas ao Velho Continente, será ofertada uma gama de possibilidades. Só a Alemanha, por exemplo, apresentará mais de 500 tipos de formações. A Holanda engrossa o número com mais de 200 opções de ensino.Já a Suíça terá como diferencial um programa de aulas para quem busca formação em hotelaria (área em que o país é referência).

De acordo com o Instituto de Educação Internacional, o Brasil está entre os dez países no mundoque mais enviam estudantes para a América do Norte. Então os participantes da feira podem contar que os Estados Unidos irão oferecer um rol de oportunidades para os brasileiros interessados em estudar por lá. Entre as alternativas, destacam-se a University of Alabama at Birmingham, que oferece o melhor curso de neurociência do país, e a Full Sail University, que figura como um dos principais centros de ensino de arte em todo o mundo, com cursos de música, design e animação digital. Outras instituições de renome, como University of Ohio e University of California San Diego , estarão presentes na EDUEXPO.

Utilidade pública

O governo brasileiro também marca presença na EDUEXPO com a participação do CNPq (Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico). O órgão é responsável pelo Ciência Sem Fronteiras, programa de grande sucesso entre estudantes de universidades públicas brasileiras. Durante o evento, os interessados poderão obter todas as informações sobre documentação, valor da bolsa de estudos e universidades internacionais disponíveis. Vale ressaltar que os centros de ensino que fazem parte desse programa são aceitos pelo MEC (Ministério da Educação). Ou seja, quem se formar no exterior pelo Ciência Sem Fronteiras terá o diploma garantido no Brasil.

Para todos

“Uma característica marcante das edições mais recentes da EDUEXPO, e que também deve ser percebida no próximo evento, é o fato de os programas de intercâmbio oferecidos abrangerem cada vez mais toda a família, sem distinção de idade”, pontua Ronchetti. Já é comum encontrar pacotes de viagens em que os pais acompanham seus filhos em estudos no exterior. Inclusive, a Belta realizou uma pesquisa com oitenta agências de intercâmbio e constatou que 10% delas tinham programas específicos para pessoas com mais de 50 anos. Um grande aumento se levarmos em consideração que, em 2011, menos de 3% dessas empresas ofereciam opções para esse público específico. “Entre 2013 e 2014, nós também verificamos, com base em retorno dos expositores, salto de mais de 20% em número de pessoas com mais de 50 anos fazendo viagens desta natureza”, complementa Ronchetti.

Dois dedos de prosa

Durante a EDUEXPO, haverá também seminários interessantescom meia hora de duração ministrados por diretores dos departamentos internacionais de universidades renomadas do exterior e também por diferentes embaixadas. A programação completa pode ser conhecida no site. Confira alguns deles:

Austrália

Canadá

Envirotech institute of education Canadian High Schools

University of Western

Estados Unidos Suíça

American University in Washington Les Roches International

Full Sail University in Florida School of Hotel Management

University of Alabama at Birmingham

University of California

Serviço high-tech

Sempre em busca de facilitar a vida dos participantes da feira, a EDUEXPO disponibiliza um aplicativo móvel para celulares (tanto Iphones como aparelhos Android) totalmente gratuito. Nele, os usuários poderão verificar quais os cursos e universidades presentes na feira que mais combinam com seus interesses e objetivos. Além disso, os visitantes terão a oportunidade de verificar a agenda de eventos do dia por lá. A tecnologia oferece outro recurso interessante: aproximando o celular ao telefone de um expositor, ambos passam a compartilhar, imediatamente, uma mesma rede de relacionamento sobre cursos e oportunidades no exterior, possibilitando que as conversas e a interação continuem mesmo após o fim da EDUEXPO. Para baixar o aplicativo EDUFINDME, entre na Apple Store ou na Google Play.

Interação o ano todo

Outro suporte tecnológico que a EDUEXPO oferece é a rede social edufindme.com, criada especialmente pelos organizadores. Ela permite que o estudante extrapole o período do evento e tenha a chance de encontrar mais opções de intercâmbio. Ao se cadastrar na página virtual, o visitante identifica cursos e países de seu interesse. Daí, ele passa a receber dicas e informações de escolas e universidades. Diariamente serão postadas em sua timeline novas sugestões de programas, além de descontos divulgados em primeira mão no site. Os estudantes podem, ainda, participar de seminários e palestras virtuais, que ocorrem durante todo o ano diretamente das universidades e agências governamentais, e conversar com outros usuários da rede em tempo real. Hoje, a plataforma edufindme.com possui uma base de aproximadamente um milhão de inscritos do mundo inteiro.

Feira de Intercâmbio EDUEXPO

São Paulo

7 e 8 de março (sábado e domingo)

Das 14h às 19h

Centro Fecomércio de Eventos – Rua Dr. Plínio Barreto, 285

Inscrições: http://eduexpos.com/eduexpos2015 (totalmente gratuito)

Rio de Janeiro:

10 de março (terça)

Das 16h às 21h

Hotel Royal Tulip – Avenida Aquarela do Brasil, 75, São Conrado

Inscrições: http://eduexpos.com/eduexpos2015 (totalmente gratuito)

Campinas:

17 de março (terça)

Das 16h às 21h

Hotel Vitoria Concept – Avenida José de Souza Campos, 425, Cambuí

Inscrições: http://eduexpos.com/eduexpos2015 (totalmente gratuito)

A EDUEXPO é a maior feira de intercâmbio cultural do mundo. O visitante pode conversar com diretores e representantes das principais instituições de ensino de diferentes países e também com as melhores agências de intercâmbio do Brasil, tudo num só lugar. Confira nosso vídeo: https://vimeo.com/119984632

Assine nossa Newsletter

Veja agora este vídeo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.