Maio 3, 2016

Quero trabalhar com games

Publicidade

CULTURA INGLESA – BANNER DE CONTEUDO

Ouço essa afirmação frequentemente no meu dia a dia e ela sempre vem seguida de muitas perguntas: “O que eu faço?” “Existe mercado?” “Qual o tamanho deste mercado?” “Será que tenho perfil?”

Tenho percebido que o número de pessoas que me procura vem aumentando nos últimos tempos e é fácil entender por que: vivemos em constante mudança no mundo. Com as profissões não seria diferente, certo?

Algumas profissões estão sendo extintas, outras novas vêm surgindo em indústrias também novas, que não existiam no tempo de nossos pais. Um exemplo disto é exatamente o mercado dos jogos eletrônicos.

Nas décadas de 1970 e 1980 os jogos eletrônicos se tornaram populares e, desde então, passaram a ser uma forma de entretenimento e uma parte da cultura moderna.

Os anos foram passando e hoje, no mundo todo, a indústria de games fatura mais que as de cinema e música juntas, e esse crescimento gera uma demanda de profissionais com habilidades e conhecimentos que não existia antes.

Justamente por ser algo tão novo e desconhecido para a geração dos nossos pais e avós, e deste crescimento meteórico, é que as dúvidas surgem. Vou tentar esclarecer algumas aqui.

Existe mercado?

Sim, ele existe e a cada ano que passa ele cresce mais e mais, inclusive no Brasil. Porém, ainda temos como ponto negativo – a falta de mão de obra qualificada. Então, qualifique-se!

Qual o tamanho deste mercado?

Entre 2009 e 2014 as vendas de jogos mobile cresceram incríveis 780% e o faturamento no Brasil está acima de US$ 1 bi por ano. Sendo assim, posso dizer que não somos mais crianças neste mercado. O mercado mundial movimentou, em 2014, cerca de US$ 66 bilhões e o Brasil vem forte neste briga. Já somos os líderes na América Latina.

Será que tenho perfil? Vamos ao ponto de partida: você gosta de jogar, certo? A paixão por jogos é fundamental. Gostar de jogar e continuar jogando é uma forma de entender a dinâmica dos jogos e as necessidades dos jogadores. Com certeza esta é uma característica que conta a seu favor, mas isso não é tudo! Passar de fase e derrotar os chefões na fase final não é o suficiente para entrar neste mercado. Além de horas jogando, é preciso horas estudando.

Ok, por onde começo?

Uma formação acadêmica é sempre importante para o desenvolvimento do profissional. Principalmente a longo prazo. Iniciar um curso na área, o coloca mais próximo deste objetivo. É importante saber como funcionam todas as etapas de construção e desenvolvimento do game e os diferentes perfis e habilidades que são exigidos em cada parte do processo. É importante entender que se trata de um trabalho igual a qualquer outro. É preciso ter comprometimento e muita dedicação para construir uma carreira no mundo dos gamers!!

De quem essa indústria precisa?

Para a construção de um único jogo é preciso programadores, texturizadores, ilustradores, game designer, entre outros. Sem falar nas oportunidades para gerentes de Projeto, vendedores, atendimento, marketing e outras áreas específicas necessárias para uma empresa existir.

Portanto, existem muitas oportunidades e elas estão aí agora. Este é o momento! Está na hora de iniciar uma nova aventura. Vamos jogar nesta indústria, passar por todas as fazes e ZERAR este jogo.

Espero você nesta jornada, neste jogo com moedas de verdade, aumentando seu escore bancário.

Continue Lendo

Assine nossa Newsletter

Veja agora este vídeo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.