Maio 16, 2016

Distúrbio de Leitura e Escrita

Publicidade

CULTURA INGLESA – BANNER DE CONTEUDO

O distúrbio de leitura e escrita é caracterizado pela dificuldade na aquisição da leitura e da escrita, e é comum se manifestar na fase da alfabetização, quando a criança começa a ter seus contatos mais apurados com a aprendizagem dos sons e fonemas e com a identificação gráfica.

Para a aquisição da leitura e escrita alguns fatores devem ser considerados:

– Esquema corporal

– Percepção auditiva: a forma como os estímulos chegam

-Lateralidade: saber que se inicia a leitura da esquerda para a direita assim como na escrita

-Noção espacial: o espaço que se vai ocupar na linha para escrever

-Noção temporal : o hoje e o amanhã

-Coordenação motora

-Memória

-Linguagem oral (vocabulário, estruturação de pensamentos)

-Ritmo: entonação na leitura, e ritmo de acordo com a pontuação

-Atenção e concentração

– Habilidade visual: figura fundo, memória visual

A criança que desde pequena é exposta a diferentes estímulos como: livros, contatos com contadores de histórias, a diferentes experiências como passeios e brincadeiras, a elaboração de histórias pelos pais, entre outros terá seu repertório de vocabulário melhor e proporcionará a descoberta da linguagem escrita e oral.

Já a criança que não teve a possibilidade de experimentar e vivenciar esses estímulos, seja por dificuldade econômica, ou cultural, expressará conseqüentemente, um vocabulário mais reduzido, e, poderá apresentar mais dificuldades na elaboração de narrativas. Essas crianças precisarão, necessariamente, serem estimuladas pela escola, pois, quanto maior for a sua vivência, maior será o seu repertório de linguagem verbal e escrita.

O distúrbio de leitura e escrita irá se agravando caso não houver intervenção necessária, no momento correto, porque o grau de dificuldades e exigências vão aumentando cada vez mais.

Algumas atividades podem estimular o desenvolvimento da leitura e escrita, as quais, sugerimos atividades que estejam ligadas à realidade e dia a dia da criança, que despertarão maior significado para ela:

a)Leitura em voz alta no final de cada dia

b)Jogos de estimulação visual como o dominó de metades, dominó de associação de idéias

c)Alfabeto e vogais de Eva para terem contato com as letras do alfabeto,

d)Associando e aprendendo (para associar letras e figuras)

  1. e) Loto de Leitura (Associação de figuras/ palavras)
  2. f) Atividade com letras como jogo ache as palavras, soletrando, decifrando, alfabeto divertido, alfabeto alegre
    g)Memória de alfabetização (Associar as letras com as figuras)
  1. h) Discriminação auditiva com treino para a escrita (para trabalhar os arquifonemas e grupos consonantais e a percepção auditiva)
    i)Seqüência Lógica (para estimular a narração de uma história e trabalhar a noção de espaço temporal)

Uma atividade muito diferente é a montagem de uma salada de frutas em sala de aula para as crianças que já possuem pleno domínio do alfabeto e já conseguem formar palavras. A escola solicita que cada criança traga de casa uma fruta e o professor irá descascar as que não podem ser descascadas – antes de fazer a salada de frutas com as crianças – e, as que podem, trazem descascadas.

Continue Lendo

Assine nossa Newsletter

Veja agora este vídeo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.