setembro 14, 2016

Ferramentas virtuais para a educação das crianças

Publicidade

CULTURA INGLESA – BANNER DE CONTEUDO

Sabem a história da seleção natural? Quem não se adapta ao meio, acaba ficando para trás. E isso não é diferente quando se trata de educação em sala de aula. As novas gerações estão o tempo todo conectadas e atentas às novidades, por isso, é preciso que nós, educadores, nos atualizemos e ensinemos de maneiras diferenciadas.

Então, se o objetivo é “falar a língua” das crianças e dos jovens para atrair a atenção e melhorar o processo de aprendizagem, é importante buscarmos referências ao nosso redor, de coisas que andam acontecendo. Pensando nisso, desenvolvi um novo livro paradidático que aborda a educação financeira por meio da tecnologia de realidade aumentada.

“Diário dos Sonhos” traz como pauta sonhos, dinheiro e poupança, tratadas ao longo da história pelo personagem principal. Nico tem o desejo de construir um balanço numa árvore de sua rua e, para isso, passa por várias situações e tem contato com diversos familiares e amigos. É possível acompanhar a empreitada em movimento, como se estivesse acontecendo ao vivo, ao baixar um aplicativo no celular e mirar nas páginas para interagir com elas.

Quero dizer com isso que a escola tem que se renovar; que é possível ensinar – aliás, com muito mais eficácia – a partir de uma “brincadeira”. Podemos sair das maneiras cartesianas e conservadoras e usarmos toda a tecnologia a nosso favor, envolvendo os alunos em uma experiência educacional ímpar. O resultado será gratificante, afinal, não é apenas uma pessoa que está mudando, é toda uma sociedade que terá a chance de ser mais consciente, sustentável e realizada.

 

O que mais pode ser feito?

Se talvez alguns quesitos ainda encontrem certa dificuldade de serem inseridos na rotina escolar, outros, por sua vez, são de fácil acesso e também eficientes. É viável transmitir alguns conhecimentos de maneira mais empírica, fazendo com que os alunos desenvolvam melhor suas aptidões e, de quebra, aprendam noções de sustentabilidade, responsabilidade, empreendedorismo e todas essas questões que são tão importantes para a formação de um cidadão.

Falando mais especificamente sobre educação financeira, vamos colocar as crianças para porem a mão na massa, idealizarem seus sonhos e traçarem as estratégias para chegar lá. Há jogos, atividades virtuais, brincadeiras coletivas, vídeos, músicas, enfim, uma série de maneiras que saem do senso comum para inserir os alunos no contexto da aprendizagem. E cabe a nós descobri-las e, por que não, inventá-las para garantir o melhor resultado.

Reinaldo Domingos, educador financeiro, presidente da Associação Brasileira de Educadores Financeiros (Abefin) e da DSOP Educação Financeira e autor do best-seller Terapia Financeira, do lançamento Mesada não é só dinheiro, e da primeira Coleção Didática de Educação Financeira do Brasil.

Assine nossa Newsletter

Veja agora este vídeo

Comentários encerrados.