março 17, 2017

Conversa com o Gestor – Educação Continuada: Desdobramentos Acadêmicos do Gestor

Publicidade

CULTURA INGLESA – BANNER DE CONTEUDO

“Muitos gestores e mantenedores têm superado o atual momento econômico com a busca de programas de formação que foquem na sustentabilidade futura da instituição. Esses programas precisam trazer conhecimentos e estratégias para fidelizar alunos, rever processos e custos, inovar, refazer o planejamento estratégico e prospectar novos alunos. As alternativas são tanto por meio de cursos externos ou de contratar profissionais para ministrarem dentro da própria escola”, ressalta Alexandre.

Questionado sobre cursos e áreas do conhecimento que são relevantes e geram resultados estratégicos, o especialista em educação destaca quatro oportunidades:

Gestão financeira, cobrança e negociação. Capacitar a equipe responsável em renegociar com fornecedores e com clientes a fim de adquirir novas estratégias para reduzir custos e recuperar recebíveis.

Marketing digital e vendas. Uma das formas mais econômicas e eficientes de prospectar novos alunos é o marketing em redes sociais. Cursos de vendas com profissionais externos trazem uma grande melhora na efetividade de novas matrículas e visibilidade nas redes sociais.

Planejamento Estratégico e Inovação. Refazer a análise de SWOT para rever a estratégia da escola e buscar formas de fidelizar o cliente.

Coach. Curso para desenvolver competências de liderança, comunicação, a auto responsabilidade e assertividade em diretores, coordenadores e professores.
“O que o profissional de educação aprendeu na faculdade, na pós-graduação ou no seu último curso foi útil naquele momento, mas já está desatualizado para os desafios atuais. É preciso se qualificar hoje, com novas técnicas, novas formas e novas tecnologias para não se tornar um profissional obsoleto e desatualizado”, finaliza.

Colégio Termomecanica, escola mantida pela Fundação Salvador Arena na Grande São Paulo.

DEPOIMENTO

Cristina Favaron Tugas, diretora pedagógica do Colégio Termomecanica, mantido pela Fundação Salvador Arena, em São Paulo.

“Sempre gostei de crianças e me identifiquei com o processo de ensino e aprendizagem, por isso escolhi a profissão de pedagoga. No entanto, jamais me imaginei trabalhando na administração de uma escola.

Minha experiência em sala de aula foi breve, pois logo assumi a orientação educacional do Ensino Médio e, posteriormente, do Ensino Fundamental. E como minha função exigia auxiliar alunos, familiares e também professores nas dificuldades encontradas, voltei às salas de aula para cursar Psicopedagogia.

Alguns anos depois, surgiu a oportunidade de atuar na gestão escolar, primeiro na coordenação do ensino e posteriormente na direção pedagógica. Para facilitar minha compreensão de gestão e atuação, busquei me atualizar em congressos voltados para a área de gestão e também fiz um MBA em Gestão Escolar. Confesso que, apesar de saber que a teoria é extremamente importante e sentir a diferença na minha visão acerca do processo administrativo e de gestão de pessoas após a realização destes cursos, ainda acredito que o principal diferencial na carreira de um gestor é a troca de experiências realizada no dia a dia da profissão. Inspirar-se em bons modelos de profissionais, sem dúvida, faz muita diferença.

Continue Lendo

Assine nossa Newsletter

Veja agora este vídeo

Comentários encerrados.