junho 1, 2017

Brincadeiras pedagógicas potencializam o aprendizado

Publicidade

Convex – Banner de conteudo

É brincando que as crianças aprendem – e também ensinam – comportamentos e habilidades necessárias para a vida social. Esse aprendizado é ainda mais efetivo quando os recursos disponíveis são desenvolvidos com métodos pedagógicos, alinhados com a maturidade dos alunos.

Diversas são as possibilidades de aprender brincando sobre a Língua Portuguesa, Matemática, História… e não seria diferente com a Educação Financeira. O tema ainda causa estranhamento em alguns educadores, que acreditam ser voltado para cálculos e planilhas. Mas, pelo contrário, a Educação Financeira é uma ciência comportamental.

Por isso um importante recurso da Coleção dos Sonhos para Educação Financeira que atende a Educação Infantil é o Tapete dos Sonhos: a base para brincadeiras e exercícios que ensinam e ao mesmo tempo divertem.

Trata-se de um recurso lúdico que envolve as crianças em atividades para identificar sonhos, estabelecer metas, compreender as suas necessidades, fazer pequenas escolhas e, por fim, planejar caminhos para conquistar aquilo que desejam.

As crianças pisam no tapete, descalças ou com meias, para explorar as imagens e aprender a diagnosticar, sonhar, orçar e poupar. Assim se familiarizam com questões referentes às finanças de acordo com a sua fase de desenvolvimento.

Nele há ilustrações de itens considerados necessários, como alimentos e roupas, por exemplo. Há também itens que dizem respeito a desejos, como doces e aparelhos eletrônicos. De forma lúdica o professor vai construído o debate sobre compra, troca, compartilhamento e doação, por exemplo.

É importante lembrar que quando a escola opta por oferecer Educação Financeira em sua grade curricular, o corpo docente aprende sobre o tema para aplicar em sua vida, em primeiro lugar, e depois ensinar aos alunos.

De forma livre e espontânea, as crianças identificam no Tapete dos Sonhos imagens e conceitos, reconhecem formas e cores, montam frases e criam histórias. O fantoche do personagem Nico, que acompanha o material didático, gera maior interação e interesse pelo tema.

Este é apenas um recurso, frente a tantos outros disponíveis, para educar as crianças de forma intuitiva, leve e divertida. O mais importante é que os educadores saibam que brincar é uma das mais importantes ferramentas para aprender e também para ensinar.

 

Reinaldo Domingos é doutor em educação financeira, presidente da Associação Brasileira de Educadores Financeiros (Abefin – www.abefin.org.br) e da DSOP Educação Financeira (www.dsop.com.br). Está a frente do canal Dinheiro à Vista e é autor do best-seller Terapia Financeira, do lançamento Diário dos Sonhos e da primeira Coleção Didática de Educação Financeira do Brasil.

Assine nossa Newsletter

Veja agora este vídeo

Comentários encerrados.