junho 12, 2017

Dica – Alimentação Hábitos saudáveis

Publicidade

Convex – Banner de conteudo

Por Rafael Pinheiro

Nos processos intrínsecos que envolvem toda a comunidade escolar (alunos, professores, gestores, familiares) a alimentação balanceada e saudável está, entre outras, na base estrutural de toda instituição escolar. Essa preocupação, crescente e necessária, abrange o entrelaçamento de diversas áreas, mas todas com o mesmo intuito: promover saúde e o bem-estar físico de todos.

Atendendo a criteriosas avaliações nutricionais, o Colégio Floresta, situado em São Paulo, oferece o lanche escolar para os alunos do mini maternal ao primeiro ano do Ensino Fundamental, de acordo com as necessidades nutricionais desses alunos, no período de quatro horas. “Para nós, oferecer o lanche escolar aos alunos é de extrema importância, pois contribui para o aporte das necessidades nutricionais da dieta do dia, tem relação direta ao desenvolvimento físico, previne doenças e ainda promove o rendimento escolar”, relata Angelúcia Nascimento, nutricionista do Colégio Floresta, Unidade Parceira do Sistema de Ensino Poliedro.

No período da manhã, conta a nutricionista, nos deparamos com muitas crianças que após um longo período de jejum (noite) vão à escola sem realizar qualquer desjejum e que o lanche oferecido pela escola torna-se a única refeição realizada por toda a manhã. “A oferta permanente de um café da manhã equilibrado tem ligação primordial à saúde e na melhoria do aprendizado!”, completa.

Para manter o equilíbrio nutricional e promover hábitos alimentares saudáveis, o Colégio Marista Santa Maria propõe por meio do “Projeto Quitanda” diversas atividades que envolvem a alimentação adequada para os alunos, dentre elas, um álbum de figurinhas de frutas e hortaliças. A atividade foi realizada com 175 alunos da Educação Infantil e Ensino Fundamental matriculados no Período Ampliado, que acontece no contraturno escolar. Cada aluno ganhou um álbum de figurinhas, elaborado pela nutricionista Emanuele Valentim e pelo assistente de marketing do colégio, Daniel Cordeiro.

De acordo com a nutricionista, a educação alimentar e nutricional precisa ser inserida no Projeto Político Pedagógico das escolas. Por isso, em conjunto com a coordenadora do Ensino Ampliado, Josiane Miara, elas tiveram a iniciativa a de desenvolver atividades que estimulassem principalmente o consumo de hortaliças e frutas, pois a adesão não era muito favorável entre os alunos, apesar dos alimentos saudáveis serem ofertados todos os dias no cardápio do almoço. “Como o aluno permanece o dia todo na escola, é de extrema importância oferecer alimentos saudáveis e estimular o seu consumo. Com o álbum, temos percebido o aumento do consumo de vegetais, principalmente por aqueles alunos que não consumiam nenhum tipo de hortaliça”, revela Emanuele.

 

_______________________________________________________________________

Saiba mais:

Colégio Floresta – angelucia@nutricionista.esp.br

Colégio Marista Santa Maria – santamaria@colegiosmaristas.com.br

Assine nossa Newsletter

Veja agora este vídeo

Comentários encerrados.