agosto 25, 2017

O espetáculo infantil “João e o pé de feijão – O Guarda Histórias” faz nova temporada em SP.

Publicidade

CULTURA INGLESA – BANNER DE CONTEUDO

Adaptado e dirigido por Max Oliveira, o espetáculo infantil João e o pé de feijão – O Guarda Histórias continua em cartaz em SP. Agora no Teatro Jardim Sul, com sessões todos sábados de Setembro a partir das 16h00.

Sendo que, no dia 07 de Setembro (quinta-feira) haverá sessão extra também às 16:00.

Para contar a história de João, o diretor Max Oliveira criou as personagens Lucy, uma garota hiperativa, e Philip, um antigo funcionário da casa onde a menina vive. A história começa quando Lucy anda por todos os cômodos da casa em busca de seu gatinho e encontra Philip procurando a chave de um velho guarda-roupas. O que Lucy logo descobre é que o guarda-roupas não é somente um móvel, mas um “guarda-histórias” que pode levá-la a viver aventuras incríveis. A primeira aventura é a famosa história de “João e o Pé de Feijão”. De dentro do guarda-roupas surgem elementos cenográficos e adereços utilizados na montagem.

A história do escritor inglês Benjamin Tabart é famosa no imaginário infantil: João é um garoto que vive com sua mãe num casebre. Eles enfrentam dificuldades financeiras e por isso precisam vender tudo o que possuem, inclusive a melhor amiga de João, uma vaquinha que na montagem é chamada Leiteira. No caminho até a feira da cidade onde João venderia a vaquinha, o menino é abordado por um ancião que oferece alguns feijões -que diz serem mágicos- como pagamento para ficar com a vaca. A mãe de João não aprova o acordo, o que faz João jogar fora os feijões mágicos. Na manhã seguinte ele é surpreendido por um gigantesco pé de feijão que brota em seu quintal. O garoto, curioso, escala o pé de feijão até sumir entre as nuvens e chegar à casa de um gigante, onde encontra muita riqueza.

SOBRE O ELENCO

Natália Foschini – atriz formada pelo Indac. Iniciou suas experiências com montagens dirigidas por Abigail Wimmer e estendeu seus estudos com cursos na SP Escola de Teatro, Doutores da Alegria, e oficinas de interpretação, canto e dramaturgia no Núcleo Experimental. Trabalhou no musical infantil “Cinderela”, de Marina Costa; “Fricção”, da Cia. Haú e direção de Kiko Marques; “Romeu e Julieta”, de Zé Henrique de Paula.

Fabrício Molinágil – ator, cantor e contador de histórias, iniciou seus estudos no NAC Núcleo de Artes Cênicas do SESI em 2002 e estudou teatro mambembe nas Oficinas Lélia Abramo em Araraquara-SP. De 2004 a 2007 integrou a Cia Teatral T.E.X.C excursionando diversos Estados com montagens de peças infantis. Estudou Artes Dramáticas no SENAC, fez Imersão em Musicais na 4 Act Performing Arts e música na Fundação das Artes e Studio Marconi Araújo. Seus mais recentes trabalhos em teatro foram: “O Menino dos Olhos d’ Água” d grupo de cultura popular Malaebaú; o musical infantil “A Vaca Lelé”, e “O Magico de Oz” pela Velado Produções.

Continue Lendo

Assine nossa Newsletter

Veja agora este vídeo

Comentários encerrados.