dezembro 15, 2017

Sitiolândia: Diversão, Aprendizado, Convívio com a Natureza e Estudo do Meio

Publicidade

Convex – Banner de conteudo

O ato de conhecer, enraizado em experiências peculiares e coletivas, destaca uma importância que transcende as salas de aula e instaura-se no convívio coletivo, nos passeios, nas brincadeiras, nas interações, experimentações sociais e nas múltiplas possibilidades de entretenimento.

Observando o conhecimento como fator central em nosso dia a dia, presente em várias esferas, podemos alinhar e projetar novos rumos pedagógicos, que intensifique todo e qualquer aprendizado. Os passeios e as atividades externas propõem, assim, a ideia de um conhecimento prazeroso e fluido. Dessa forma, o aluno incorpora os conceitos com maior facilidade, estimula o raciocínio, a resolução de problemas, a exploração e investigação, além de enriquecer sua bagagem cultural.

ROTEIROS PEDAGÓGICOS DE ESTUDO DO MEIO: O ESPAÇO EDUCÂNTARO

Fundada em 1995, a Sitiolândia destaca-se como um roteiro de visitação escolar que oferece recreação, atividades, entretenimento de maneira lúdica e aproximação com a preservação do meio ambiente para uma sociedade sustentável. Assim, o objetivo da Sitiolândia não é apenas o lazer pelo lazer, mas usá-lo enquanto ferramenta pedagógica para a construção de conhecimentos através da mediação com a monitoria educativa. Recentemente a organização passa por uma ressignificação de sua imagem no mercado, a fim de contribuir ainda mais no processo de educação escolar, tendo na vivência de estudo do meio um modo de operação para alcançar tais objetivos.

Localizado em Caieiras (SP) o espaço permite desenvolver um percurso recheado de fantasias da “mãe natureza” e folclore com a paisagem verde da própria floresta. Esse recurso vegetal ao redor do espaço torna cada vez mais rica a vivência e estudo in loco, para todos os temas de projetos pedagógicos de estudo do meio que temos disponíveis para o futuro. Assim, os educadores ficam aptos a demonstrar na prática o que as crianças aprendem de teoria nos livros – de maneira lúdica e prazerosa.

Neste sentido, a organização apresenta três principais produtos:

Abaeté – cultura indígena, em que serão realizadas atividades de pintura corporal, jogos indígenas, gastronomia tradicional, instrumentos de caça, cultura e história indígena;

Raízes Culturais – folclore e cultura paulista, trabalhados pontos como cultura caipira, movimento de tropeiros, fixação e conquista do interior, bandeirantes, contação de histórias, mitos e lendas;

Caminhos do Muriqui – conscientização ecológica através de trilha monitorada, explicação de elementos e relações biológicas na trilha, esclarecimento sobre ecossistemas e biomas brasileiros, atividades lúdicas de conscientização, visita à Floresta Real e teatro interativo, todos atualizados e reformulados segundo os padrões curriculares, além de atividades recreativas e esportivas.

NOVIDADES PARA 2018

Para a temporada de 2018 a Sitiolândia Eco Park inaugura o novo espaço Educântaro, que visa unir os projetos pedagógicos às técnicas de educação não formal organizados em três temáticas de cultura indígena, folclore popular e sustentabilidade ecológica, projetos e atividades concebidas a partir do contato com a natureza e a floresta, e na interação entre esses dois atores: crianças e paisagem natural. Acreditamos que por meio de ferramentas como jogos, brincadeiras e o próprio estudo do meio que proporciona a vivência do grupo de alunos à realidade em questão podem (e devem) ser utilizados em sala de aula. Nossa proposta é de colaborar com o corpo docente em seu desenvolvimento nesses assuntos, de maneira prazerosa, aprender brincando.

Continue Lendo

Assine nossa Newsletter

Veja agora este vídeo

Comentários encerrados.