Janeiro 16, 2018

Conversa com o Gestor – Educação transformadora: Horizontes e perspectivas contemporâneas

Publicidade

Convex – Banner de conteudo

Dessa forma, argumenta a diretora pedagógica, a personalização do ensino; a preocupação com a motivação e a utilização do brincar como estratégia de ensino; a colaboração (que pode ser propiciada pelo uso de mídias e redes sociais, por estratégias de trabalho cooperativo, aprendizagem em pares ou grupos); multimodalidade e multiculturalidade (utilização de diversas linguagens, uso de tecnologia, ampliação de repertório cultural); e uso de metodologias ativas são tendências contemporâneas que devem ser consideradas pelas instituições de ensino.

DESAFIOS E PERSPECTIVAS

Rosimeire Marques, coordenadora da Educação Infantil ao 5º ano do Colégio Arnaldo (MG), alimenta a ideia de que pensar a educação como forma de assessorar o estudante a se tornar um adulto crítico e transformador é o grande desafio da comunidade escolar e “cabe a nós, membros da gestão escolar, juntamente com os professores, proporcionarmos espaços que priorizem a ação desses alunos como construtores do conhecimento e não meros receptores de informações, facilmente encontradas na internet”.

“A escola do futuro deve trabalhar no presente com metodologias que levem o aluno a pensar, criar estratégias e chegar a um resultado, deixando de lado a memorização de datas, fatos e conceitos previamente definidos. As atividades pedagógicas devem favorecer o trabalho em equipe, a elaboração de bons argumentos que provem a sistematização do conceito, o valor da descoberta para que a aprendizagem aconteça de forma natural e prazerosa”, completa Rosimeire.

Seguindo este princípio, as estratégias pedagógicas do Colégio Arnaldo Unidade Funcionários são focadas em projetos que possibilitem a construção do conhecimento, levando em consideração as diferenças cognitivas, sociais e culturais, resultando em uma aprendizagem significativa. Para que isso aconteça, alguns projetos foram desenvolvidos, como: Projeto sustentabilidade e meio ambiente; Alimentação saudável x saúde; Educação financeira; Projeto Saúde física e mental em que os alunos são levados a se conhecer melhor através do pensamento positivo, relaxamento, respiração e atividades de psicomotricidade, permitindo uma melhora pedagógica e psíquica significativa, dentre outros.

“Educação é a maior missão do ser humano por ter a responsabilidade de lidar com pessoas em construção e formá-las cidadãs de bem e realizadas em um mundo cada vez mais opressor”, diz a coordenadora.

CULTURA DIGITAL

A transformação no ensino envolve diversos aspectos culturais e caminhos que, em sua maioria, resultam na importância da comunicação e atualização de escolas diante de uma nova tendência – formar alunos de maneira completa e capacitar professores para acompanhar o movimento digital do século XXI.

Seguindo esses preceitos, um colégio em São José dos Campos (SP), encontrou na tecnologia um forte aliado para o ensino e surgiu trazendo tendências. Há dois anos, o Colégio Planck foi inaugurado com o propósito de fazer uso eficientes da tecnologia educacional. “Viajamos para os países mais desenvolvidos neste sentido como Japão e Suíça e trouxemos novos conceitos de aulas. No mundo ideal, o professor deveria falar 80% e seus alunos 20% e essa metodologia de aula invertida contribui para que os estudantes sejam mais ativos e participantes em toda a sua vida escolar”, explica o professor e fundador do Colégio Planck, André Guadalupe.

Continue Lendo

Assine nossa Newsletter

Veja agora este vídeo

Comentários encerrados.