fbpx
Guia para Gestores de Escolas

(BONS) motivos para você utilizar tecnologia em suas aulas

*Victor Gobatti

Você já percebeu que a tecnologia entrou há um tempo no mundo da educação e não está de passagem, certo? As lousas digitais, que eram artigo de auditório de escola particular, hoje estão dentro de um número cada vez maior de salas de aula nas escolas privadas e públicas. Os sites e portais se multiplicam todos os dias e temos acesso aos mais diversos níveis de informação, dos mais incontáveis temas. Não é nas apostilas que os alunos da geração 201X concentram sua retenção de informação, é na rede que eles estão de olho. Como evitar que tudo isso arruíne sua aula já tão qualificada, preparada e preservada por anos? Não evite! Deixe que a tecnologia te ajude a aperfeiçoar, dinamizar, atualizar e eternizar o conhecimento em suas aulas.

A tecnologia é o futuro, não há mais volta. Escolas estão se modernizando com lousas digitais, projetores interativos, sistemas de gestão de aulas etc. Alunos chegam todos os dias com os mais recentes lançamentos dos gadgets – Smartphones, Tablets, iWatches. Essa revolução vem sendo observada e pesquisada há um tempo. Esse movimento é muito benéfico, desde que ambas as partes consigam entrar em acordo, uma conduta de uso, apresentada e realizada aos poucos, de acordo com a realidade de cada grupo escolar. Se você for resistente ao movimento natural da tecnologia, nada de mau acontecerá, mas também nada de supreendente, inovador e estimulador acontecerá.

Sabe aquele DVD do filme A Lista de Schindler, que fica guardado com aquele documentário de 3 horas sobre o antigo Egito? Então, guarde com carinho – você não vai precisar mais. Existem opções com conteúdos interessantes na rede, como documentários dos principais temas de praticamente todas as matérias escolares, com qualidade de imagem, som e conteúdo, de produtoras como National Geographic e Discovery. Seus alunos podem até estar na sua aula, mas a cabeça deles, de certo, se encontra ao mesmo tempo em outros lugares, onde há notícias, entretenimento e interação tudo de uma vez – as redes sociais. O papel do educador atual é filtrar o que é válido ou não nas redes.

Em um mundo onde a informação é múltipla, dinâmica, instantânea e abundante, não podemos esperar que os alunos façam a leitura de um texto ou ouçam-nos por 30 minutos, e que consigam reter essa informação toda pelos próximos 15 minutos. Estudos apontam que somente 10% dos conteúdos passados aos alunos são retidos. Ao incluir vídeos interessantes ou imagens de qualidade, esse índice pode aumentar para até 50%, e se fizer com que tudo isso vire uma grande discussão, essa barra pode aumentar para até 90%. Siga as práticas pedagógicas de aprendizado ativo – ponha a tecnologia para trabalhar para você e para o sucesso das aulas.

Outro ponto importante são apresentações e armazenamento de dados. Uma das novidades é o Prezi – em substituição ao conhecido PowerPoint -, onde é possível fazer apresentaçãos mais ricas, menos engessadas e na nuvem. Sistemas de armazenamento na nuvem, totalmente on-line, também são interessantes. Com essas ferramentas é possível fazer upload dos conteúdos para plataformas como Dropbox, Google Drive ou OneDrive, e eles são mantidos na rede para sempre, sem riscos, além do fato de poder acessar quando e onde quiser. Aí está outro benefício dessas plataformas: é possível selecionar conteúdos específicos e compartilhá-los com alunos através de links gerados pela própria plataforma, tudo muito simples e seguro.

A tecnologia veio para facilitar, não para dificultar. Explore aos poucos as ferramentas, observe como seus colegas utilizam as tecnologias, analise aplicações que são pertinentes aos grupos de alunos que você tem. Uma vez que consiga iniciar essa transição, perceberá que as aulas ficarão mais dinâmicas, os conteúdos melhor absorvidos e alunos mais dispostos a aprender e compartilhar conhecimento. Os fins de semana voltam a existir quando percebesse que a tecnologia ajuda a organizar e monitorar grupos de seminários, pesquisar conteúdos extras em portais, preparar provas e revisões, interagir com alunos e disponibilizar conteúdos de qualidade e, acima de tudo, pertencentes ao universo deles, do qual você pode não ser nativo, mas também está inserido e nada perderá ao se aventurar nas diversas possibilidades que a tecnologia traz para a vida.

*Victor Gobatti, consultor de projetos pedagógicos da MOVPLAN, empresa que oferece produtos e soluções inteligentes para o setor de educação.

Receba nossas matérias no seu e-mail


Relacionados