Guia para Gestores de Escolas

ESPECIAL BETT BRASIL EDUCAR 2017 Inovação: Novos Horizontes para a Educação

Na tríade educação, inovação e tecnologia, a edição 2017 da Bett Brasil Educar proporcionou, durante os quatro dias do evento, ambientes para trocas de experiências significativas, compartilhamento de ideias, conhecimentos, atividades externas, soluções reais e facilitadoras para o cotidiano escolar e inovações instigantes para todos os estágios da educação brasileira

 

Por Rafael Pinheiro / Fotos Divulgação/Bett Educar

Reinventar, reconstruir, inovar. Em momentos de densos debates, desdobramentos complexos, dificuldades (internas e externas) e problematizações que envolvem toda a parcela social, avistamos possíveis alternativas que ganham força (e fôlego) no interior do aperfeiçoamento profissional – seja por professores, educadores e gestores. Nesse aspecto, propiciar espaços para essas discussões e experiências no mundo contemporâneo, são movimentos urgentes – e necessários.

Entre os dias 10 e 13 de maio, o São Paulo Expo Exhibition & Convention Center (antigo Imigrantes Expo), localizado na região sul da capital paulista, abrigou a edição 2017 da Bett Brasil Educar – considerado o maior evento de educação, tecnologia e inovação da América Latina. Baseado no tema “Inovação: Novos Horizontes para a Educação”, o Congresso Bett Educar seguiu cinco eixos norteadores: Aprendizagem, Práticas de Sala de Aula, Formação de Professores, Gestão e Políticas Educacionais.

“Na Bett, acreditamos que podemos contribuir para um futuro melhor, como agentes transformadores da mudança na educação. Para isso, reunimos pessoas, práticas, conceitos, tendências, inovação e tecnologias para oportunizar o desenvolvimento dos educadores, maximizando a aprendizagem do aluno”, diz Vera Cabral, curadora do evento.

As palestras foram ministradas por especialistas nacionais e internacionais em educação, com um total de 133 atividades, em 7 auditórios diferentes, com 28 temas e 5 sessões diárias, além de palestras Magnas ao final de cada dia. Foram ministrados, também, 21 cursos certificados com 4 horas de duração. “Queremos que o educador e o gestor tenham experiências enriquecedoras – e isso acontece tanto no Congresso quanto na visita à feira”, explica Vera.

NOVIDADES NA FORMA E NO CONTEÚDO

Com visão global, o evento abriu espaço em suas diversas atividades e discussões de temas atuais, apontando eventos para públicos específicos, como: o Bett Edup, Bett IES e Espaço do Saber. Bett EduP (Fórum de Lideranças de Educação Particular) apresentou conteúdos focados na gestão estratégica de escolas privadas. O programa incluiu discussões sobre temas, desde os mais objetivos, como a questão da inadimplência e a implementação do novo ensino médio, e os impactos de inovações com o uso da inteligência artificial na educação. Para além da discussão, o objetivo é apresentar possibilidades e exemplos concretos de inovações que propiciem o alcance de resultados de excelência, compatíveis com distintos patamares de investimento e com diferentes propostas pedagógicas.

Bett IES (Encontro de Instituições de Ensino Superior) foi concebido para atender aos interesses estratégicos de gestores de tais instituições, com conteúdos definidos com base em grandes tendências ditadas pelo avanço tecnológico. O evento teve parceria de conteúdo com a ABED (Associação Brasileira de Educação à Distância), o que expressa a relevância dada ao tema da educação a distância no ensino superior.  Mas tratou, também, de outras questões estratégicas a essas instituições, como é o caso da formação dos professores para atuarem no atual contexto, e do próprio perfil de formação dos alunos, tendo como referência a evolução das tecnologias, em especial da inteligência artificial. Com parceria do SEMESP (Sindicato das Entidades Mantenedoras de Estabelecimentos de Ensino Superior no Estado de São Paulo), atraiu uma gama gigantesca de participantes, entre mantenedores, gestores, reitores, diretores acadêmicos, dirigentes educacionais e profissionais de instituições de ensino superior de todo o Brasil.

Sempre com o intuito de apresentar e discutir inovações educacionais no Brasil e no mundo, o Espaço do Saber concentrou atividades pertinentes ao setor público. Desta forma, líderes educacionais compartilharam suas melhores práticas, conhecimentos e experiências bem sucedidas.

FEIRA BETT EDUCAR 2017

As novidades, tendências e soluções em inovação e tecnologia foram apresentadas por mais de 200 expositores durante a Feira Bett Educar. Aberta ao público e gratuita, com extensas atividades programadas pela organização e por diversos expositores, o objetivo da feira é aliar o conhecimento teórico aos recursos práticos para a valorização do ensino-aprendizagem aos públicos de destino, além de evidenciar o que é tendência e o que já está consolidado no âmbito da educação brasileira.

“Optamos por um modelo de exposição mais participativo e enriquecedor. Apresentamos tecnologias e inovações disponíveis para todas as instituições de ensino”, relata Claudia Valério, diretora de eventos da Ascential, empresa que promove e organiza a Bett Educar.

Confira abaixo alguns dos destaques que foram apresentados pelos expositores participantes da Feira Bett Educar 2017:

 

Desafios da Educação

Jane Patrícia Haddad, educadora, escritora e palestrante, presidiu a sessão “Inclusão e Superação de Dificuldades de Aprendizagem”, no segundo dia do evento. Nesta sessão, foram debatidos temas, como: inclusão e diversidade; indícios de dificuldade na aprendizagem e discalculia; práticas que contribuem para o processo de ensino e aprendizagem e que promovem resultados satisfatórios; lei do bullying (Lei 13185/15).

 

 

“O sucesso é uma construção”, afirmou Leo Fraiman durante apresentação

Como é possível, nesse século de relações voláteis, estabelecer um contato consistente? Como é possível, para o ambiente escolar, construir e desenvolver habilidades significativas nos alunos? Como é possível, então, educar para a humanização e para o empreendimento individual?

Esses e outros questionamentos foram respondidos durante a fala de Leo Fraiman, na palestra intitulada “Projeto de Vida e Empreendedorismo”, que ocorreu na tarde do segundo dia de Bett Educar 2017. Para o psicoterapeuta, escritor, palestrante, criador da Metodologia OPEE e autor da coleção Empreendedorismo e Projeto de Vida (editado pela FTD Educação), o projeto de vida começa com o autoconhecimento e deve ser um processo contínuo – e desde os primeiros anos de vida.
“O autoconhecimento é um processo no qual a pessoa vai percebendo seus pensamentos, sentimentos e comportamentos e, a partir daí, construindo uma identidade que lhe dê um senso de estabilidade perante o mundo em constante mudança. É preciso fomentar valores como empatia e cooperação”, disse Leo Fraiman.

 

TECNOLOGIAS PARA A EDUCAÇÃO

Atravessamos, na contemporaneidade, uma verdadeira imersão tecnológica em todos os campos sociais – inclusive no âmbito educacional. Assim, questionamentos se a tecnologia é ou não relevante, perde sua força diante do aumento de aparatos e ferramentas digitais facilitadoras. A Microsoft, por exemplo, apresentou diversas novidades que podem apoiar a transformação digital de instituições de ensino. Entre elas, um caso inovador de uso de Inteligência Artificial – essa tecnologia permite que, ao assistir um vídeo educacional, é possível buscar por qualquer palavra que apareça nele, facilitando a vida do estudante e, assim, ir diretamente ao assunto que mais lhe interessa.

CANVAS LMS: A empresa apresentou casos reais de projetos realizados com a plataforma de gestão de aprendizagem Canvas. Baseado na nuvem e com código aberto, o Canvas, da Instructure, torna mais simples e rápida a conexão com outros programas e aplicativos educacionais, trazendo uma experiência intuitiva. A plataforma é constantemente atualizada e disponível para acesso a partir de qualquer lugar.

POSITIVO TECNOLOGIA: A Positivo Tecnologia apresentou a infraestrutura Laboratório Móvel, ferramenta capaz de se adaptar à realidade de cada escola ou rede de ensino, com a possibilidade de ser implantada em diversos cenários (on-line ou off-line), com laboratórios fixos, itinerantes ou em salas de aula equipadas/conectadas. Substituto de uma sala de informática, o conjunto é considerado completo por sua possibilidade de deslocamento até cada sala de aula ou espaço de interação e, desta forma, abrir a possibilidade para que seja compartilhado entre várias turmas.

  1. PIAGET: O Portal Piaget + Digital foi um dos lançamentos do Sistema de Ensino J. Piaget. Disponibilizando mais de 800 jogos, atividades, vídeos e exercícios na nuvem, todos a um clique, o lançamento vem como uma solução rápida e acessível para a distribuição do conteúdo digital do J. Piaget.

SAS: Participando pelo sexto ano consecutivo da Feira Bett Educar, SAS apresentou todo o seu material didático, além de ferramentas tecnológicas desenvolvidas especialmente para aprimorar a prática da educação em sala de aula, como a tarefas online – plataforma que propõe exercícios para o aluno conforme as habilidades e dificuldades de cada um, podendo ser realizada a qualquer hora em dispositivos com acesso à internet.

 

 

Prêmio de Gestão Escolar

O Conselho Nacional de Secretários de Educação (CONSED) lançou, na Bett Educar, a edição 2017 do Prêmio de Gestão Escolar, iniciativa que tem o apoio do Ministério da Educação, da União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime) e de instituições do terceiro setor. A cerimônia, que ocorreu na manhã do terceiro dia do evento, reuniu secretários de educação de todo o país. Criado pelo CONSED em 1998, o Prêmio contempla projetos inovadores e gestões competentes na educação básica do ensino público. Em sua trajetória, já teve a participação de mais de 34 mil escolas de todas as regiões do país.

SISTEMAS DE ENSINO

Teoria e metodologia são características marcantes quando o assunto é educação. Através de sistemas de ensino é possível organizar, elaborar planos de aulas, fomentar conhecimento e auxiliar processos de ensino-aprendizagem. Durante a Bett Brasil Educar 2017, diversos estandes disponibilizaram ao público opções e possibilidades de materiais de ensino.

Presente no evento com suas soluções completas de aprendizado, da Educação Infantil ao Pré-vestibular e com palestras gratuitas de gestores e especialistas, o Bernoulli Sistema de Ensino destacou a importância do compartilhamento de ideias: “A participação na feira é bastante oportuna para apresentar ao mercado as soluções do nosso Sistema de Ensino, trocar experiências, reencontrar nossos clientes e fazer novas parcerias”, pontuou Tiago Bossi, diretor executivo.

De acordo com Tiago, o sistema de ensino Bernoulli se coloca como um centro que reúne e engloba uma série de produtos para escolas. “Entendemos com muita clareza que devemos ser atuantes. Neste ano temos soluções completas até o vestibular e conseguimos desenvolver plataformas e soluções aderentes às necessidades das escolas. Funcionando, assim, como um facilitador do conhecimento, algo que possa auxiliar e fomentar o olhar crítico e intrínseco em cada escola”.

ELEVA EDUCAÇÃO: A Plataforma de Ensino Eleva, que faz parte da holding Eleva Educação, destacou, dentre os principais diferenciais da plataforma, o material didático (com ferramentas diferenciadas como a contextualização – metodologia que motiva o aluno a aprender, ajudando-o a internalizar o conteúdo e preparando-o para aplicar conhecimentos no ENEM e na vida; tecnologia individualizada (utilização da tecnologia adaptativa para resolver dificuldades reais do aprendizado, por meio de jogos educacionais); e LIV – Laboratório Inteligência de Vida (trabalha a alfabetização emocional por meio do autoconhecimento, autocontrole e, também, das habilidades socioemocionais).

SISTEMA FARIAS BRITO DE ENSINO: O SFB (Sistema Farias Brito) apresentou ao público novidades nos materiais utilizados pelos alunos do último ano do Ensino Médio. Pensados para auxiliar na maratona dos vestibulares, os materiais do pré-universitário agora contam com novas nomenclaturas e organização de conteúdo. Já o livro didático semestral virou Superturbo 4.0 e oferece volumes com conteúdos divididos nas quatro áreas do conhecimento do Enem. Essas novidades estão disponíveis também no formato digital para as escolas que adotam os recursos e ferramentas digitais.

SISTEMA DE ENSINO POLIEDRO: Buscando aprimorar o processo educacional, o Sistema de Ensino Poliedro lançou sua nova Coleção Callis, proposta educativa inédita voltada aos 6º e 7º anos do Ensino Fundamental II. O material foi desenvolvido por uma equipe multidisciplinar de alto nível, formada por autores conceituados, especialistas em cada área e por uma equipe editorial qualificada e experiente, com o objetivo de atender às escolas brasileiras durante o desenvolvimento dos alunos diante da complexidade deste momento.

SISTEMA MACKENZIE DE ENSINO: O Sistema Mackenzie de Ensino (SME) e o Mackenzie Educacional (ME) participaram pelo quinto ano consecutivo da Bett Brasil Educar e apresentaram no estande as duas linhas de material didático: SME – material didático destinado a escolas confessionais, já utilizado por cerca de 250 colégios; e o ME – sistema e material didático destinados às escolas, em geral. Ambas propostas são fundamentadas e apoiadas em princípios e valores universais, atendendo às carências desses na sociedade contemporânea.

PEARSON: Durante o evento, a Pearson lançou seu novo sistema de ensino, Atitude by Pearson, que complementa um portfólio diversificado da empresa em educação básica. Com uma proposta pedagógica focada no desenvolvimento cognitivo, emocional e comportamental dos alunos, o sistema busca formar pessoas com pensamento crítico, valores éticos, respeito e cidadania. O material didático do novo sistema é integrado a soluções digitais como simulados, avaliações e um portal exclusivo da complementação do aprendizado.

FTD EDUCAÇÃO: Voltado às escolas privadas, FTD Educação lançou o Trilhas Sistema de Ensino – a solução oferece materiais impressos e digitais que fortalecem os processos de ensino-aprendizagem. Trilhas foi elaborado para auxiliar as escolas no caminho do conhecimento, da qualidade do aprendizado e do desenvolvimento de melhores práticas de gestão de maneira integrada.

 

“Quem ama não desiste”, destacou filósofo Mario Sergio Cortella durante palestra
Filósofo, educador, escritor e palestrante, Mario Sergio Cortella apresentou, durante o terceiro dia do evento, a palestra “Educação, Convivência e Ética: reflexões urgentes para educadores, pais e docentes”. Durante sua fala, o pensador indagou aos convidados: “O que se falará de nós em 2047? Seremos a geração que não desistiu, que estudou, se empenhou, ou seremos a geração que se acovardou?”. Mas garantiu que, com amor e valores, é possível perseverar: “Quem ama não desiste”.

Além da palestra, Cortella lançou seu novo livro, intitulado “Família: Urgências e Turbulências” (Cortez Editora). Na publicação, o filósofo faz perguntas que têm provocado preocupação em diversos segmentos da sociedade, especialmente entre os pais, que percebem uma irrefreável erosão das relações familiares, como melhorar o convívio entre pais e filhos? Como educar os jovens? Como estipular limites a eles? Como não deixar que a tecnologia atrapalhe o convívio e os estudos?, entre outras questões.

BILINGUISMO EM FOCO

Com efeitos potentes e marcantes da globalização, bem como a ampliação do conhecimento acerca das diversidades culturais, é notória a preocupação com a inserção de uma segunda língua no contexto educacional – e, se possível, desde os primeiros anos de alfabetização.

Devido a sua importância para o mundo do trabalho e, também, para a formação do século XIX e seus desdobramentos, “ser bilíngue é mais do que saber se comunicar em uma segunda língua. É viver novas culturas, adquirir novas habilidades e se abrir para infinitas possibilidades em um mundo plural e conectado”, disse Sandra Possas, diretora editorial do programa Educate by Richmond.

Para Sandra, o ensino bilíngue pode auxiliar o desenvolvimento de competências linguísticas e cognitivas ligadas à expressão oral e escrita, à habilidade de comunicação em geral, à leitura e a colaboração entre os pares. “Por isso, elaboramos um programa visando a esses benefícios e com a missão de empoderar os alunos para serem, de fato, cidadãos globais”.  A Santillana, por meio de seu selo editorial Richmond, lançou durante a Bett Brasil Educar 2017, o Educate Bilingual Program – que pretende garantir flexibilidade para a escola implantar um programa bilíngue através de quatro pilares principais: experiência de aprendizagem completa, desenvolvimento profissional progressivo, certificações para alunos e professores, certificações internacionais (para alunos e professores) e assessoria de marketing, com uma carga horária que varia da implantação do programa na grade curricular ou como curso extracurricular.

SIMPLE BILINGUAL EDUCATION: Com uma metodologia própria, patenteada e inovadora, desenvolvida em convênio com profissionais americanos e alinhada com conceitos tecnológicos de vanguarda na educação, a Simple Bilingual Education oferece um modelo que mescla diferentes abordagens pedagógicas com foco no desenvolvimento da fluência oral que pode ser aplicado em crianças a partir dos três anos até a adolescência. Através de recursos como vídeo aulas, conferências online com professores, salas de aula e lousas virtuais, jogos, etc, o aluno tem acesso aos mesmos conteúdos das disciplinas ministradas em português em aulas presenciais em inglês, contribuindo para o desenvolvimento orgânico da segunda língua.

YOU IN SCHOOL ENGLISH: Criada em 2009, a YOU conta com mais de mil alunos e está presente em diferentes cidades do país, com 14 unidades em funcionamento em escolas particulares de educação básica. A proposta pedagógica exclusiva é desenvolvida por meio de um ambiente de imersão. O inglês é ensinado como ferramenta, formando o aluno culturalmente por meio de interações cognitivas, sociais e afetivas. O aluno é apresentado a situações comunicativas, em que deve desenvolver habilidades de forma espontânea, por meio dos desafios que lhe é proposto. A abordagem comunicativa usa metodologia própria, baseada no CLIL (Ensino Integrado de Língua e Conteúdo) e plano de aula customizado para cada faixa etária.

SYSTEMIC BILINGUAL: Há 17 anos no mercado, o programa de educação bilíngue Systemic utiliza a interdisciplinaridade como base. São diversos tópicos que abordam assuntos dentro da matemática, ciências, história, geografia, artes, culinária e educação física. A eficácia do método se dá pela maneira como o conteúdo das matérias escolares é integrado à língua estrangeira, permitindo que o aluno construa naturalmente a sua própria linguagem até atingir a fluência. Com o objetivo de acompanhar a diversidade, adequando-se aos variados padrões globais, o Systemic Bilingual lançou, durante o evento, sua nova identidade visual, mais moderna, interativa e leve.

 

Pimpão lança livro infantil durante a Bett Educar 2017

Com um amplo histórico de comercialização de playgrounds e brinquedos pedagógicos, atuando de maneira significativa no desenvolvimento da educação brasileira, a Pimpão – reconhecida pelo mercado educacional e admirada pela qualidade e inovação de seus produtos – realizou uma ação especial durante o evento em seu estande.

O autor (e presidente da Pimpão) José Ribeiro lançou o “José, a bola e a história do brinquedo”, com colaboração da Consultoria Pedagógica Pimpão e ilustrações de Guto Oliveira. Na publicação, o autor narra episódios de sua infância e o relacionamento com seu brinquedo preferido.

“São tantas pessoas que passaram pela minha vida. Não determinei nenhum critério para inseri-las na narrativa, apenas escolhi aquelas que participaram de minha história”, explica o autor. No livro, José é um menino que nasceu em uma família muito pobre, com muitos irmãos e sem recursos. A partir do personagem principal, surgem os demais, que acabam traçando os relacionamentos em sua trajetória.

 

Receba nossas matérias no seu e-mail

Relacionados
Fale conosco!