Guia para Gestores de Escolas

Futura Code School: uma nova forma de programar

Escola de Programação tem ação social

A 1ª unidade da FUTURA CODE SCHOOL,uma start-up de educação dedicada à disseminação do ensino de programação para crianças e adolescentes, acaba de ser inaugurada em São Paulo e pretende proporcionar um espaço significativo na vida dos jovens.

Em parceria com a Code.org, maior fomentadora do ensino de programação do mundo, seus cursos atendem a seguinte faixa etária dos 8 aos 17 anos, e permite a eles, em pouco tempo, criarem seus próprios apps e games, além de poderem usar o ambiente digital, como uma importante ferramenta de estudos. Aliado a isso, os ambientes de programação visual são inspirados em projetos de renomadas universidades mundiais com ao MIT e Berkeley, o que torna o aprendizado mais atraente e gostoso.

“A programação surge como uma poderosa linguagem para se expressar e criar na era digital”, afirma Jayme Nigri, responsável pela Futura Code School, que tem sua 1ª unidade funcionando desde janeiro, no bairro paulistano de Perdizes, e com uma ação pioneira e com um viés social, criou uma organização paralela (Futura Code Social), que ministra cursos para ONGs, com o apoio da iniciativa privada, como o que já vem acontecendo com a Associação Santa Fé.

A metodologia empregada permite que crianças possam aprender a programar utilizando a metodologia de blocos, bastante lúdica e interativa. Desse modo, elas escapam da “aridez” da programação por textos e ingressam em um mundo divertido e criativo, onde este ensino baseado em games o levará, no mínimo, a desenvolver o seu próprio joguinho, assim como a fazer trabalhos escolares, programas e aplicativos!

Os cursos regulares tem início a partir do dia 23 de fevereiro, com aulas uma ou duas vezes por semana, de 2ª feira a sábado. Cada turma é composta de no máximo 10 alunos e a Escola está equipada com computadores de última geração para atender a uma demanda de alunos cada vez mais exigentes. Os interessados tem a oportunidade de fazer uma aula experimental, que pode ser agendada por telefone, e-mail ou mesmo pessoalmente.

Ao se matricular, você estará contribuindo com o ensino de programação para jovens em situação de risco social por meio da Futura Code Social, que já ministra cursos para a Associação Santa Fé e está em negociação para levar esta prática para diversas outras instituições de assistência social.

Receba nossas matérias no seu e-mail

Relacionados
Fale conosco!