Guia para Gestores de Escolas

O papel do professor frente às novas tecnologias

O professor continua sendo o mentor em sala de aula, mas, além disso, ele agora é mediador e orientador do uso das tecnologias.

Quem não lembra da sala de aula de um tempo atrás, onde o professor era o único participante ativo, detentor de todo o conhecimento, e os alunos eram apenas indivíduos que copiavam tudo em seus cadernos, sem muita participação ou grandes reflexões sobre o conteúdo?

Com a era digital tudo isso mudou. Estamos em constante evolução, vivemos novos cenários, e a tecnologia é parte indissociável de nossas vidas. Com toda essa mudança, é natural que o perfil dos alunos também tenha mudado. Hoje, eles são muito mais conectados e possuem fácil acesso à todo tipo de informação, o que impacta diretamente na formação dos professores.

Muito se fala sobre os benefícios do uso da tecnologia na educação, mas qual o real impacto dessa evolução para os professores? Qual a importância dos educadores frente às novas tecnologias?

Nos dias de hoje, o professor continua sendo o mentor em sala de aula, mas, além disso, ele agora é mediador e orientador do uso das tecnologias, com o papel significativo de buscar novas alternativas para desenvolver a aprendizagem dos alunos. Antes de tudo, o professor precisa entender as transformações de um modo geral e adaptar-se a realidade atual de um mundo de mudanças, sustentável e tecnológico.

 

O professor como influenciador

Nos primeiros anos da infância de qualquer criança existem dois grandes influenciadores: primeiramente a família, os responsáveis mais próximos, e, logo depois, os professores.

Quando o professor demonstra entusiasmo pela tecnologia, os alunos tendem a se inspirar e utilizá-la da forma correta. O professor não precisa saber tudo sobre tecnologia, mas é importante que ele sinta a necessidade de inovar e traga isso para sua vida, para depois aplicar em sala de aula.

Além disso, um bom educador tem que saber conviver e respeitar a individualidade de cada aluno, tendo conhecimento da sua realidade para conseguir acompanhá-lo, entendendo suas dificuldades, monitorando e guiando os processos de aprendizagem.

É essencial que o professor perceba a importância de  assumir esse papel de influenciador e se preparar para ele.

 

A importância da capacitação

Alguns professores ainda apresentam medo e resistência quanto ao uso das tecnologias, na maioria das vezes por despreparo ou falta de afinidade com as ferramentas. Por isso, cabe à escola oferecer uma formação e capacitar os docentes para que os recursos tecnológicos sejam integrados de forma efetiva em sala de aula.

Mudanças nem sempre são fáceis, mas o universo educacional não permite que a gente fique parado no tempo. Vivemos em uma época hiperconectada e precisamos estar alertas para as melhores práticas que possam ser aplicadas nas escolas.

O professor que tem mais facilidade com a tecnologia tende a buscar e apresentar novas alternativas de ensino, promovendo mais desenvolvimento socioeducativo, melhor acesso à informação e uma comunicação mais eficiente.

Uma boa dica para ajudar nesse processo é ter na instituição um coordenador tecnológico. Um profissional da direção que faça a ponte entre o corpo docente e os recursos digitais pode facilitar o diálogo e a aproximação das ferramentas disponíveis com a abordagem pedagógica de cada professor.

Um professor que não inova em sala de aula e que não busca novas metodologias já não é bem visto pelos alunos. A tecnologia pode ser uma aliada na construção de um saber atual e globalizado, não só para os estudantes, mas também para os professores, permitindo a possibilidade de construírem conhecimentos e trocas de experiências juntos.

Temos que usar o melhor da tecnologia como meio para mudar a educação no Brasil, mas para isso precisamos entender as transformações e quebrar paradigmas pré-estabelecidos. A Agenda Edu, por exemplo, é uma das soluções tecnológicas que ajuda nos processos diários dos professores, facilita a comunicação e aproxima todos os atores da jornada educacional, tornando a tecnologia parceira da educação.

Vamos juntos nessa jornada?

  

Sobre o autor:

Anderson Morais é CEO e Co-fundador da Agenda Edu – startup líder em comunicação e engajamento nos ambientes educacionais. Empreendedor, entusiasta em educação e advogado. Há 5 anos têm se dedicado a educação, com o propósito de engajar escolas, alunos e responsáveis com interações que geram valor e fortalecem laços.

Receba nossas matérias no seu e-mail


Relacionados
× Fale conosco!