Guia para Gestores de Escolas

Seguro: Tipos de Seguros Educacionais

Cuidado, proteção, zelo e medidas preventivas eficazes são elementos estruturantes para diversos campos – sejam eles pessoais ou profissionais. No âmbito educacional, esses elementos ganham destaque e centralidade, especialmente na relação entre gestão financeira e os pais/responsáveis pelos estudantes, como em ações práticas e preventivas que assegurem o bem-estar e a saúde dos alunos de forma integral no cotidiano escolar.

De forma geral, quando pensamos no funcionamento de uma instituição, agregar uma proteção extra, como os seguros educacionais – que possuem propostas no que tange à área financeira e também a cuidados de saúde – é uma proposta relevante. Atualmente existem diversos tipos de seguros e todos eles oferecem formas de blindar as escolas por meio de ativos de garantia. Dentre os tipos de seguros, destacam-se: plano de saúde e/ou odontológico em grupo; seguro de responsabilidade civil escolar; seguro de garantia judicial; seguro educacional/prestamista; seguro de vida em grupo; seguro patrimonial ou predial; seguro para frota de veículos; e investimento de previdência em grupo.

Raphaela Lupio, mestre em Educação (PUC-PR) e Gestora de Riscos com especialidade em instituições de ensino, nos conta que os tipos mais comercializados para as escolas são: seguro educacional/prestamista (blinda o responsável financeiro do aluno na instituição de ensino) e seguro escolar (blinda alunos, professores e demais colaboradores contra acidentes).

Nesse momento de pandemia que atravessamos, o Seguro Prestamista ou Educacional “pode ajudar a Instituição a blindar seu caixa, evitando perda de receita. Afinal, imprevisto acontecem, não temos como gestar todos. Os responsáveis financeiros dos alunos estão sujeitos a qualquer intempérie que possa afetar, diretamente, o pagamento de mensalidades”, diz Raphaela.

Já o Seguro Escolar “é muito recomendado principalmente pela cobertura de DMHO (Despesas Médico-Hospitalares e Odontológicas por Acidente), pois é o que mais acontece nas escolas. Um piso molhado, uma brincadeira no pátio, uma partida de futebol… qualquer uma dessas situações pode gerar um acidente! O Seguro Escolar tem a função de oferecer o melhor atendimento e tratamento, se necessário, à criança, jovem ou funcionário, eximindo a Instituição de Ensino de qualquer omissão de socorro, e consequentemente, de qualquer acionamento na esfera jurídica”, explica a gestora.

Para os/as diretores/as escolares que pretendem contratar seguros, Raphaela destaca: “indico a contratação de Corretoras de Seguros especialistas em instituições de ensino”. Para ela, a escola é um espaço vivo, repleto de possibilidades, experiências e descobertas para as crianças e os jovens. Nesse sentido, “ser atendido por quem viveu e conhece esse espaço de forma profunda, é um grande diferencial e um indicador de segurança. Gestar Riscos em espaços desconhecidos é muito complexo, agora Gestar Riscos em espaços conhecidos, explorados e vividos, faz diferença na hora da projeção do estudo e da proposição dos seguros e coberturas”, completa Raphaela. (RP)

Saiba mais:
Raphaela Lupion – [email protected]

Receba nossas matérias no seu e-mail


Relacionados
× Fale conosco!