fbpx
Guia para Gestores de Escolas

Sistema Mackenzie de Ensino distribuiu 30 mil quebra-cabeças com fins pedagógicos

Moisés, Noé e Marechal Rondon, são os temas escolhidos de acordo com a faixa etária e os conteúdos trabalhados nas séries. Os três jogos fazem parte da coleção “Saber ser, fazer, conviver e conhecer”, e funcionam como fonte de informação e enriquecimento para os cérebros de todas as idades

Acredita-se que o quebra-cabeça tenha surgido, aproximadamente, em 1760, quando cartógrafos colaram mapas em pedaços de madeiras e depois os cortaram em diferentes partes. No processo de formação educacional e cognitiva de uma criança, percebe-se a importância do jogo no desenvolvimento de habilidades sociais e físicas, neurológicas, psicomotoras, capacidade de concentração, noção espacial, percepção visual e aumento de conhecimento sobre diversos assuntos. Alguns estudiosos afirmam, inclusive, que este brinquedo auxilia também em processos de amadurecimento e resolução de questões de cunho psicológico.

Pensando nisto, o Sistema Mackenzie de Ensino – SME presenteou os alunos no Dia da Criança, com um produto que não fosse mais que uma simples recordação, mas que tivesse um cunho pedagógico e educativo.  O SME acredita que todas as oportunidades de ensino devem ser aproveitadas. Inclusive o lazer. Foram distribuídos 30 mil quebra-cabeças, com os temas: Moisés, Noé e Marechal Rondon, escolhidos de acordo com a faixa etária e os conteúdos trabalhados nas séries.

Os três jogos fazem parte da coleção “Saber ser, fazer, conviver e conhecer”, e funcionam como fonte de informação – apresentam em seu verso história de cada personagem – e enriquecimento para os cérebros de todas as idades. Mas é na infância que ele cumpre seu papel de maneira mais eficaz. “Movimentos com os olhos e com as mãos executados ao brincar com os jogos, poderão facilitar e preparar melhor as crianças para o hábito da leitura”, enfatiza Debora Bueno Muniz Oliveira, diretora do Sistema Mackenzie de Ensino.

José Paulo Fernandes Jr., diretor de Desenvolvimento e Novos Negócios, ressalta que o jogo por ser lúdico é uma fundamental ferramenta pedagógica, considerando que o aluno poderá aprender de forma mais prazerosa, concreta e significativa, culminado em uma educação de excelência e consequentemente firmado por valores e princípios. “Toda a produção do Sistema Mackenzie de Ensino ou do Mackenzie Educacional têm cunho pedagógico e está alinhado tanto à proposta educacional, quanto à cosmovisão cristã. Pedagogicamente atendem objetivos específicos da faixa etária e contêm os princípios e valores expressos em da proposta de Educação Escolar Cristã da Instituição”.

Proposta pedagógica

Seu uso em sala de aula tem início a partir de sua montagem, com os professores propondo a leitura do texto, promovendo discussão sobre a melhor forma de se montar um quebra-cabeça (concentração/atenção/planejamento etc) e a interpretação e reflexão sobre os ensinamentos  dos textos.

O jogo também é uma ótima oportunidade para unir as famílias em volta da mesa em sua “montagem” e, ainda, realizar a leitura da história e explorá-la em conjunto. Chance de participarem de atividade lúdica em casa à noite, ou nos finais de semana em ação que ocorre tão raramente nos dias de hoje.

Sobre o Mackenzie

A Universidade Presbiteriana Mackenzie está entre as 100 melhores instituições de ensino da América Latina, segunda a pesquisa QS Quacquarelli Symonds University Rankings, uma organização internacional de pesquisa educacional, que avalia o desempenho de instituições de ensino médio, superior e pós-graduação.

Receba nossas matérias no seu e-mail


Relacionados
× Fale conosco!