fbpx
Guia para Gestores de Escolas

 As hortas orgânicas como forma de aprendizado

Nas grandes metrópoles os grandes terrenos com áreas verdes em abundância são cada vez mais escassos e as casas com grandes quintais vão sendo substituídas por edifícios em que os espaços livres acabam sendo destinados aos carros. O contato com o verde fica limitado às idas aos parques e viagens para fora da cidade.

É neste contexto que se encontram a maioria das escolas das grandes cidades, muitas vezes elas também não dispõe de áreas externas generosas e a demanda por espaço acaba gerando a ausência do verde na instituição. Por outro lado as instituições de ensino que possuem um pátio bem cuidado ganha pontos com os pais e acaba atraindo mais alunos, principalmente quando pensamos na educação infantil.

Muitas escolas nos perguntam como é possível ter uma área verde em pouco espaço e uma alternativa que consideramos a ideal nestas situações são as hortas orgânicas.

As hortas podem ser implantadas em qualquer ambiente e o único requisito imprescindível é a presença de sol por pelo menos 4 horas durante qualquer período do dia.

Além da beleza,  as hortas trazem ao ambiente escolar a possibilidade de inúmeras vivências com os alunos e um aprendizado  muito rico. As atividades extraclasse adquirem novas possibilidades e as crianças aprendem de forma prática sobre assuntos que até então só eram vistos no espaço fechado da sala de aula.

O uso pedagógico das hortas orgânicas ultrapassa o limite da educação ambiental e vai de encontro a temas que ajudam a formar melhores cidadãos e pessoas mais conscientes em inúmeros aspectos.  A criatividade dos educadores é o limite para a  invenção das atividades e brincadeiras.

Aqui listamos 5 exemplos de como as hortas podem colaborar no projeto pedagógico das instituições escolares:

  1. Conhecimento das plantas – além de aprender como as plantas nascem, crescem e se reproduzem a horta propicia o conhecimento dos diversos tipos de plantas: hortaliças, temperos, raízes, grãos, etc.
  2. Importância da alimentação saudável –  as crianças cultivam e experimentam o que colhem na horta. Passam a entender a importância de uma alimentação balanceada e descobrem novos sabores junto com os colegas, trocando experiências e impressões sobre a comida.
  3. Criação de receitas e atividades de culinárias –  o manuseio do alimento pode auxiliar no ensino de como funciona a digestão dos alimentos, quais vitaminas neles são encontradas, etc. Os alunos podem aprender matemática na cozinha, entendendo como dividir porções e medir quantidades. Além disso, é possível a confecção de livros de culinária, por exemplo.
  4. Reciclagem – através da compostagem os alunos podem entender como é gerado o adubo orgânico, reaproveitar os restos gerados pela sua alimentação e ver como isto se renova na natureza.
  5. Trabalho em grupo – cuidar de uma horta é uma atividade que  ajuda na formação dos conceitos de  cooperação, solidariedade e disciplina, deixa as pessoas mais calmas e colabora para o aumento da concentração.

horta2

Aqui no Ateliê nos procuram sempre com dúvidas relacionadas principalmente  à forma de plantio das hortas e o espaço mínimo necessário.  As hortas orgânicas talvez sejam o jardim mais democrático que exista, elas podem ser cultivadas em canteiros ou em vasos, podem ser verticais formando uma parede verde, podem ser feitas em peças recicladas como caixas e latas, podem abrigar desde temperos até raízes que demandam maior quantidade de terra…as únicas coisas que são vitais para o sucesso de uma horta são: a presença de sol, a rega constante e de forma correta e um bom solo que propicie o crescimento saudável das plantas.

horta3

horta4

A implantação da horta merece um olhar cuidadoso a fim de que seja escolhido o local mais adequado garantindo o sucesso do plantio, no mais é só colocar toda a comunidade da escola para plantar e colher os frutos desta deliciosa e inovadora experiência.

Receba nossas matérias no seu e-mail


Relacionados
× Fale conosco!