fbpx
Guia para Gestores de Escolas

Bebedouros e Filtros: Saúde na escola

A escola, seja ela de diferentes estágios e ensinos, é o espaço físico onde as crianças passam o maior tempo durante o dia. Neste espaço, que constitui uma base privilegiada para o desenvolvimento do aluno, são inseridas práticas humanitárias, de ordem plural e significativa que promovem o entrelaçamento estudantil em diversas áreas do conhecimento de si.

Neste espaço, também, devem ser observadas e verificadas questões que envolvem uma rotina saudável, promovendo o bem-estar físico dos alunos e de todos que transitam na comunidade escolar. Adequar, então, todos os caminhos internos das instituições, disponibilizando produtos seguros, acessíveis e de alta qualidade são itens de extrema importância.

Observando o cotidiano e, sobretudo, a necessidade de funcionamento do nosso corpo, é possível localizar um elemento vital para a hidratação do corpo humano: a água. Limpeza de toxinas, auxílio no metabolismo, melhora na circulação, contribuição para o bom funcionamento do cérebro e no sistema cognitivo, equilíbrio da temperatura do corpo e bom funcionamento dos rins são algumas das várias vantagens da ingestão de água.

“É de extrema importância que a escola estimule a ingestão de água aos seus alunos. Além de conscientização sobre seus benefícios, a escola deve distribuir bebedouros de qualidade que garantam acesso aos alunos de todas as idades em diversos pontos da escola”, diz Carolina Gois da Silveira, profissional de marketing de uma empresa especializada na fabricação de bebedouros e filtros.

Assim, algumas considerações devem ser adotadas por gestores/as que desejam inserir bebedouros e filtros nas escolas. Segundo Carolina, é importante enfatizar que crianças devem usar produtos que foram desenvolvidos e pensados para crianças. Dessa forma, a profissional de marketing indica algumas características, como:

O bebedouro tem que ficar fixado na parede para evitar o tombamento; O material não deve ser condutivo elétrico para evitar choques em descarga elétrica; Os cantos devem ser arredondados para evitar acidentes e acumulo de sujeiras; Se o produto for refrigerado, verifique a capacidade de rendimento do produto, a conta é dividir o litro/hora por 200 ml para chegar a quantidade real de abastecimento; Escolher bebedouros coloridos estimula a visibilidade e, consequentemente, a utilização dos alunos.

Com relação às empresas que fornecem os bebedouros, “é bom observar quanto tempo existem no mercado, se tem equipes treinadas e capacitadas para assistência técnica, se oferecem certificados quanto a troca dos elementos filtrantes. Muitas prometem tudo na hora da venda, cheque antes com escolas que já possuem o produto para garantir as informações passadas”, finaliza. (RP)

Saiba mais:
Carolina Gois da Silveira – [email protected]

Receba nossas matérias no seu e-mail


Relacionados