Guia para Gestores de Escolas

Biblioteca e Brinquedoteca: Múltiplos aprendizados

A leitura, os espaços reservados aos estudos, as interações com as obras literárias e as configurações estruturais destinadas a aprendizagem, para além das salas de aula, constituem, de certa forma, um desenvolvimento relevante no processo pedagógico de cada instituição de ensino. Assim, a biblioteca “é vista como um ambiente de vivências, de convivência e de saber”, diz Suely Nercessian, Diretora Pedagógica do Colégio Vital Brazil (SP).

Segundo a diretora, a biblioteca consegue agregar algumas características, como a utilização deste espaço de convivência social com regras de conduta que valem para todos, como fazer silêncio e utilizar o bem coletivo com cuidado e consciência. Além da descoberta de possibilidades diversificadas de aprendizagem, como por exemplo os saraus, as rodas de leituras, música, teatro, entre outras atividades.

No Colégio Vital Brazil, instituição que valoriza a construção do conhecimento de maneira ativa, autônoma e responsável, a biblioteca possui 235m² e permite atividades com turmas inteiras – desde contação de histórias na Educação Infantil até as pesquisas dos estudantes do Ensino Médio. O espaço, conta a diretora, passou por recentes mudanças com o intuito de perceber as demandas das novas gerações. “Vimos a possibilidade de oferecer um espaço de aprendizagem diferenciado, que permitisse aos nossos alunos explorar novos recursos e conhecimentos nas mais diversas formas”, conta Nercessian.

Dentre os diferenciais do espaço, há mesas individuais e coletivas, arquibancada versátil para professores e alunos, agregando atividades de rodas de leitura, sarau, videoconferências com convidados do Brasil e do mundo, palestras ao estilo das TED Talks e aulas temáticas com troca de conhecimentos teóricos e práticos. “Observamos que, desde sua inauguração, a biblioteca tem sido um espaço intensamente explorado tanto pelos alunos quanto pelos professores”, completa a diretora.

CIDADE DA BRINCADEIRA

Com duas sedes localizadas em Curitiba (PR), a Escola Atuação desenvolveu um projeto para retomar o aspecto lúdico da infância, ressaltando a importância do pensamento crítico e da criatividade. Assim, a instituição construiu uma “Cidade de Brincar” com diferentes espaços para estimular competências saudáveis como colaboração, tolerância e de relacionamento. “Pensamos na necessidade de resgatar a importância de uma infância leve, rica em emoções e aprendizagens para a vida”, conta Esther Cristina Pereira, Diretora e Psicopedagoga da escola.

Nessa cidade, construída no próprio terreno da escola, espaços como “Casa da Construção”, “Casinha das 4 Rodas”, “Ateliê da Criação” e a “Casinha do Faz de Conta”, trabalham, respectivamente, o desenvolvimento motor, a área cognitiva, a socialização e a imaginação. “Pretendemos desenvolver a brincadeira, bem como o diálogo, a empatia e a imaginação, que são extremamente necessárias para a educação”, completa a diretora. (RP)

Saiba mais:
Esther Cristina Pereira – [email protected] Suely Nercessian – [email protected]

Receba nossas matérias no seu e-mail


Relacionados
× Fale conosco!