Guia para Gestores de Escolas

De forma on-line, a 18ª edição do GEduc convida gestores educacionais a pensar na disrupção da educação no contexto atual e para o futuro

Congresso Brasileiro de Gestão Educacional foi adaptado para o meio remoto, reunindo os principais players do segmento em cinco dias de imersão em inovação educacional; inscrições vão até o dia 23 de julho

Uma imagem contendo grande, cheio, mesa, muitos
Descrição gerada automaticamente

GEduc – Congresso Brasileiro de Gestão Educacional chega a sua 18ª edição em 2020 com foco em ideias disruptivas que podem auxiliar na melhora do aprendizado dentro e fora da sala de aula, principalmente após os desafios em meio ao contexto de pandemia e isolamento social. O evento foi adaptado para acontecer de forma remota, por meio de salas de conferência e palestras on-line, e contará com cinco dias de duração, entre os dias 27 e 31 de julho. “Nós vamos debater exatamente as dores dessa disrupção, ajudando os gestores educacionais nesse processo, abraçando as novas lições e desafios que ainda estão por vir ante a nova realidade”, afirma Sonia Colombo, diretora da HUMUS, consultoria que há mais de 25 anos desenvolve capacitações e serviços para o aperfeiçoamento de gestores educacionais, entre elas o GEduc.  

O uso da tecnologia se tornou fundamental nesse novo processo de ensino e aprendizagem a distância, fazendo parte da realidade de estudantes não só do Brasil, mas de todo o mundo. A transição para esse cenário revelou os desafios e oportunidades para a disrupção e imersão em um mundo digital que precisa estar cada vez mais alinhado com o trabalho mão na massa, desenvolvimento de competências e habilidades para a vivência em sociedade e para o novo cenário mundial.

“É preciso discutir sobre os desafios enfrentados até aqui, que foi apenas o começo, e sobre como a educação ainda precisa evoluir para estar sintonizada com um mundo diferente, com o novo normal. Esse é só o começo da disrupção, com muitos desafios pela frente, e as palestras vão poder auxiliar os gestores nessa trajetória”, conta Sonia.  

Segundo a diretora, é preciso mudar a cultura das escolas e abrir o escopo para novas metodologias que atendam às necessidades do mundo atual, e o GEduc é uma boa forma de iniciar essa transição. “O Congresso pode agregar para os gestores a possibilidade de um novo olhar, a oportunidade de ter insights e o contato com novidades, implementando essa cultura da inovação e se antenando sobre o que está acontecendo no mundo para levar tudo isso para dentro da realidade e da prática da escola ou da universidade”, completa.

GEduc 2020 conta com nomes como o futurista Tiago Mattos e o jornalista Caco Barcellos falando sobre os desafios da educação no futuro e sobre a formação de jovens empreendedores. João Paulo Pacífico, CEO e fundador do Grupo Gaia, e Eduardo Mufarej, fundador do RenovaBR e da Alicerce Educação, contribuem com seus olhares sobre lideranças inspiradoras. Também participam a especialista em Estudos de Futuros no Brasil, Jaqueline Weigel, e o diretor presidente do Grupo SEB, Chaim Zaher. Serão mais de 60 palestrantes e cerca de 30 horas de imersão discutindo as tendências e o futuro da Educação. Haverá Fóruns sobre Educação a Distância, Inovação Acadêmica, Governança Corporativa, EdTech, Gestão de Pessoas, além de um Workshop e uma Jornada de Marketing Educacional, entre outras atividades.

Durante o evento também serão anunciados os vencedores do Prêmio Nacional de Gestão Educacional – PNGE, criado com o objetivo de fomentar práticas pedagógicas inspiradoras implantadas por instituições de ensino básico e superior. Além disso, haverá o lançamento do Instituto Ela – Educadoras do Brasil, e, também, da Revista Inspirações, sobre educação brasileira, cujo material será distribuído em formato de e-book para todos os participantes.

As inscrições para o GEduc 2020 online podem ser feitas pelo link até o dia 23 de julho.

Receba nossas matérias no seu e-mail


Relacionados
× Fale conosco!