fbpx
Guia para Gestores de Escolas

Dica — Higiene Bucal: Cuidando do sorriso das crianças

Matéria publicada na edição 98| Maio 2014 – ver na edição online

Assim como todo hábito, bom ou não, as crianças adquirem dos adultos. Crianças se espelham nos atos de seus pais ou pessoas próximas de seu cotidiano, por isso é importante trabalhar a higiene bucal infantil antes mesmo que a dentição ocorra, como explica a Dra. Ana Lucia Rodrigues, odontologista clínica geral com atendimento infantil e odontofobia, “A maneira mais indicada para o estímulo das crianças, sempre será o exemplo. Não adianta os pais mandarem as crianças escovarem os dentes, passarem o fio ou irem ao dentista se eles próprios não possuem esses hábitos. Além disto, hoje no mercado temos uma grande quantidade de produtos direcionados para cada faixa etária infantil incluindo pastas, fios, enxaguatórios, enfim, tudo para tornar esse momento uma grande brincadeira” diz ela.

A Dra. Ana Lucia ainda reforça que é necessária a limpeza da cavidade bucal em bebês já que existem nos primeiros dias de vida a constituição da flora bucal e também a infestação de micro-organismos nocivos que devem ser retirados durante a higienização da cavidade bucal. Nas primeiras vezes isto pode trazer certo incômodo ao bebê, mas com o passar do tempo isto será extremamente benéfico a ele. Uma maneira muito simples e eficaz é colocar uma gaze esterilizada embebida em água mineral entre os dedos e passar delicadamente em toda cavidade bucal. As crianças são muito observadoras e imitadoras e ficam mais propícias ao aprendizado quando em grupos. Na escola uma maneira muito simples é incentivar a higienização bucal e através da prática da escovação em conjunto após o período do intervalo quando as crianças comem seus lanches, assim elas criam o hábito da escovação após as refeições. Outra maneira á a leitura de livros infantis sobre o tema, além de trabalhos de pesquisa aos maiores e palestras com profissionais da área para a estimulação à saúde bucal. Ela nos conta que podemos encontrar uma série de livros que possuem linguagem apropriada aos leitores infantis e que podem ser utilizados tanto nas escolas como em casa pelos pais. “O dentista Fabio Bibancos tem algum material disponível, sendo que um livro seu chegou a ser adaptado para o teatro há alguns anos atrás, fora isto existem musicas, vídeos e brinquedos relacionados nas grandes redes de brinquedos” finaliza Dra. Ana Lucia.

O Cirurgião Dentista, Mestre e Especialista em Saúde Coletiva, Doutor em Biologia Oral, Dr. Fabiano Vieira Vilhena diz “Se pudéssemos separar as “SAÚDES” do corpo humano, uma delas seria a saúde bucal. A saúde bucal é parte integrante da saúde do indivíduo, e deve ser mantida por meio da higiene. Quando falamos em higiene bucal, a mesma é compreendida pela higiene da boca, e não somente dos dentes. Sendo assim, devemos além do cuidado com a escovação dos dentes, devemos também higienizar a língua, observamos todas as estruturas para ver se não tem nada de anormal, e claro, visitarmos regularmente o dentista para a correta manutenção da saúde bucal”. E a importância do exemplo por parte dos pais/educadores é novamente citado pelo Dr. Fabiano quando ele afirma que Tudo na vida é questão de bons exemplos. Assim cabe aos pais demonstrarem a preocupação com a própria saúde, e servirem de estímulo para as crianças. Escovar os dentes com os filhos é uma grande iniciativa. Além disso, estimular as crianças também pelo uso de materiais adequados para a higiene bucal infantil é de grande valia para que a criança tome gosto pelo bom hábito. Isso vale para reforçar que é essencial a participação ativa dos pais na educação dos filhos em todos os aspectos do aprendizado, incluindo a higiene bucal.

Quanto à questão da alimentação balanceada, ela é importante para o bom desenvolvimento da criança como um todo. No que se refere ao cuidado com os dentes, a alimentação balanceada está muito mais relacionada a questão do correto consumo do açúcar. Neste sentido, é importante destacar o consumo do açúcar de forma que a criança fique o menor tempo possível depois de consumi-lo sem escovar os dentes. O Dr. Fabiano esclarece que o risco de adoecermos muitas vezes é também uma questão social, a doença cárie pode ser evitada por meio de melhores condições de habitação, de renda, de lazer, etc. Será proporcionado mais do que escovação dos dentes, isto é, acesso à informação, acesso à saúde, acesso ao flúor, e de uma forma mais ampla, promover a inclusão social e a formação de verdadeiros cidadãos. No que se refere ao aspecto puramente biológico, a prevenção as cáries se dá por meio da escovação dos dentes com flúor, uma alimentação adequada em relação ao consumo de açúcar e visitas regulares ao dentista.

Dr. Fabiano aponta que a Escola tem assumido grande responsabilidade na Educação em Saúde dos indivíduos desenvolvendo um trabalho sistematizado e contínuo, formando conceitos, procedimentos e atitudes relativas aos escolares que estão fortemente associados a valores que o professor e toda a comunidade escolar transmitem inevitavelmente na vivência cotidiana. A Escola é uma grande aliada das ações de promoção em saúde bucal, uma vez que na Escola o indivíduo encontra um ambiente adequado para aprender em grupo e com o grupo. As experiências de fazer junto os procedimentos passíveis de execução no ambiente escolar tem significado importante no processo ensino – aprendizagem, sendo que, uma vez conhecidas as realidades, pretende-se desenvolver planos de ação para transformá-las.

Uma vez que as crianças se alimentam durante o período que estão na Escola, é importante que eles executem sua higiene bucal. Pensando nisso um grande aliado no incentivo e promoção da higiene bucal escolar é o KIT ESCOVINHA®. O kit de armazenamento coletivo de escovas e dentifrício líquido, ou simplesmente denominado KIT ESCOVINHA® , é um modelo mais simples, econômico, lúdico e inteligente para o armazenamento, uso e distribuição das escovas e dentifrício dos escolares.

Lucila Cafaro é Coordenadora da Educação Infantil do Colégio Mater Dei São Paulo, e nos conta “Na escola, a escovação faz parte da rotina das crianças, sempre após as refeições (lanches e almoço). Quando as crianças estão no G3 (4 anos) aprendem algumas importantes profissões, entre elas: o dentista. Recebemos então um profissional da área para dar uma palestra aos alunos, explicando, de maneira lúdica e divertida, a importância de cuidar dos dentes – vide foto”.

Ela ainda explica que logo que o bebê para de se alimentar apenas do leite materno, a família, berçário ou escola devem acrescentar a higiene bucal em sua rotina. Muitos cometem um grande erro ao achar que, pelo fato de não terem dentes, os bebês não precisam desse cuidado. O ideal, ainda quando bem pequenos, é que se limpe a gengiva com uma gaze úmida. Logo que os primeiros dentes aparecem, os pais precisam ficar atentos e comprar a escova e pasta de dentes indicados para cada idade. A escola deve ser uma grande parceira da família para reforçar comportamentos e ações de rotina como a escovação dos dentes. Além de incorporá-la em seu dia a dia, a escola pode também propor temas de discussões, preparar aulas práticas e apresentar aos alunos muitas histórias sobre a importância da higiene bucal. É um tema fascinante e os alunos adoram.
Por Leila Coronado

Saiba mais

Ana Lucia Rodrigues – [email protected]

Fabiano Vieira Vilhena – [email protected]

Lucila Cafaro – [email protected]

Receba nossas matérias no seu e-mail


Relacionados