Guia para Gestores de Escolas

Evento debate os panoramas e desafios para as desigualdades educacionais

Gratuito, Vozes Urbanas, ciclo de debates da Fundação Tide Setubal, terá nesta primeira edição a participação da educadora social Bel Santos Mayer e do ex-ministro da Educação Renato Janine Ribeiro

Qual o momento da educação brasileira e para onde queremos ir? o Vozes Urbanas 2019, remodelado e com nova temática, tentará responder essas e outras questões durante a primeira edição do ciclo de debates promovido pela Fundação Tide Setubal, que ocorrerá no dia 24 de abril, quarta-feira, no Centro de Formação e Pesquisa do Sesc, na Bela Vista, em São Paulo.

“Educação para igualdade: panoramas e desafios” é o tema deste primeiro encontro, que fará um retrato do cenário brasileiro colocando em pauta quais caminhos já trilhamos e quais obstáculos ainda precisam ser superados para que a educação gere oportunidades para todos.

Com entrada gratuita, evento começará às 15h30

Para ampliar o debate sobre desigualdades educacionais na perspectiva de raça e gênero, a Fundação Tide Setubal, convidou Iracema do Nascimento, coordenadora da Rede Leitura e Escrita de Qualidade para todos (LEQT), que mediará o debate entre a antropóloga da USP Heloisa Buarque de Almeida, do Núcleo de Estudos dos Marcadores Sociais da Diferença; o ex-ministro da Educação, Renato Janine Ribeiro; e Bel Santos Mayer, gestora da Rede LiteraSampa, que apoia a criação de Bibliotecas Comunitárias nas periferias de São Paulo.

O que significa falar em desigualdades na educação brasileira? Como elas acontecem na perspectiva de gênero e raça? Grupos de meninas e meninas aprendem da mesma forma? Quais são as desigualdades apresentadas entre grupos de brancos e negros? Para quem a educação de qualidade é realidade no contexto atual?

A responsabilidade do poder público na elaboração de programas educacionais, currículos e propostas pedagógicas deve ser pertinente e adequada à diversidade presente na população, promovendo uma educação não discriminatória, e comprometendo-se com a igualdade de direitos.

Com a intenção de influenciar o debate público, Viviane Soranso dos Santos, responsável pelo evento, convidou alguns parlamentares da Assembleia Legislativa de São Paulo. “Fizemos o convite porque a conexão com as políticas públicas é parte fundamental para eliminar as desigualdades, a partir de ações concretas conectadas à sociedade civil”, explica a psicóloga, que integra a equipe de Ação Macropolítica da Fundação.

Dia do livro e da Educação

O Vozes Urbanas ocorrerá na mesma semana de duas efemérides importantes para o eixo temático do evento, o dia do livro, 23 de abril, e o dia da Educação no dia 28. E foi pensando nisso que a Fundação Tide Setubal selecionou os debatedores. “Queríamos trazer convidadas e convidados que nos ajudem a pensar possibilidades educacionais e acreditamos que a conexão com o livro é um excelente caminho para discutirmos a educação, daí a ideia de trazer pessoas como a Bel e a Iracema, por exemplo”, explica Viviane.

Vozes Urbanas

Depois de um ano percorrendo o tema das desigualdades nas cidades, o Vozes Urbanas chega em 2019 com a prerrogativa de ampliar o debate sobre as desigualdades educacionais sob o recorte de gênero e raça, na tentativa de compreender a educação democrática e política nos diversos momentos de desenvolvimento pessoal como uma das principais estratégias de garantia de direitos constitucionais, de mobilidade social e de acesso a espaço de poder.

Para, assim, revelar etapas e barreiras sociais e institucionais para formação e fortalecimento político de negras(os) para ocupação em diferentes espaços e posições de poder. O caminho é propor, em sete encontros ao longo do ano, estratégias de ações e políticas públicas para superar as desigualdades e empoderar grupos socialmente excluídos.

SERVIÇO – ENTRADA GRATUITA

Evento: Vozes Urbanas
Data: quarta-feira (24 de abril)
Horário: 15h30
Local: Centro de Formação e Pesquisa do Sesc
Endereço: Rua Dr. Plínio Barreto, 285 – 4º andar – Bela Vista

 

Sobre a Fundação Tide Setubal

Criada em 2006, a Fundação Tide Setubal é uma fundação não governamental que fomenta iniciativas que promovam a justiça social e o desenvolvimento sustentável de periferias urbanas e contribuam para o enfrentamento das desigualdades socioespaciais das grandes cidades, em articulação com diversos agentes da sociedade civil, de instituições de pesquisa, do Estado e do mercado.

Para colocar isso em prática, a Fundação se orienta pelos princípios de justiça social e redução das desigualdades com três eixos de atuação: fortalecimento dos territórios, produção de conhecimento e mobilização e articulação de atores para incidência política.

Todos esses movimentos têm na escuta permanente, no diálogo e no fazer com as comunidades valores inegociáveis, que geram um conjunto de parcerias com potencial para ser ampliado e diversificado.

Receba nossas matérias no seu e-mail


Relacionados
× Fale conosco!