fbpx
Guia para Gestores de Escolas

Fique de Olho — Playground: Brinquedos e Pisos

Matéria publicada na edição 47 | Abril 2009 – ver na matéria online 

Diversidade dos produtos garante a recreação.

“Criança que não brinca não é feliz”, costumam sentenciar educadores, psicólogos, familiares e muitas das pessoas que mantêm um convívio intenso com a infância e a adolescência. As escolas conhecem bem o significado da brincadeira para as crianças e buscam proporcionar ambientes atraentes, seguros e saudáveis para a hora da recreação, como os indispensáveis playgrounds e os kid plays (os chamados “brinquedões”). O mercado acompanha atento a essas necessidades e está aguardando pelas novidades da Feira Nacional de Brinquedos para incrementar os negócios com as instituições de ensino. O evento acontece neste mês de abril no Expo Center Norte, em São Paulo. Também a Expo Parques e Festas, que ocupará o mesmo local no início de maio, apresentará novos produtos ao segmento.

“Pretendemos aumentar em 2009 nossa linha de playground, mas estamos esperando pelos lançamentos dos fabricantes”, afirma Fabian Vargas Aguilera Neto, proprietário da Fabiana Brinquedos. Segundo o empresário, os acabamentos com plástico predominam no mercado e abrangem uma linha que vai desde brinquedos avulsos (bancos, escorregadores, gangorras, etc.) até grandes peças compostas. A própria Fabiana Brinquedos oferece uma grande variedade de brinquedos, “da peça de R$ 0,50 a um playground de R$ 32 mil”, ressalta Fabian. A empresa está focada neste momento com a linha de minibrinquedos, muito procurada para as festas juninas, mas com o olho voltado também para as novidades em playground. Implantada em 1985, a Fabiana começou a atuar no setor de playground há cerca de oito anos. Os itens comercializados pela empresa hoje são fabricados com um plástico mais resistente, proveniente do processo de rotomoldagem. O grande chamariz da empresa reside nas peças avulsas, como escorregadores e gangorras, mas Fabian sugere que os produtos compostos apresentam uma melhor relação custo-benefício. “Eles apresentam diferentes acessórios ou atrativos para as crianças.” A Fabiana Brinquedos vende no atacado e no varejo e tem no atendimento o seu grande diferencial, destaca o empresário.

Na Ligue & Brink também predomina a linha de plástico (PVC/polipropileno e PUE/poliuretano), desde brinquedos avulsos e playgrounds completos a lixeiras, móveis e casinhas. “Atuamos com quatro grandes fabricantes nacionais, mas a Ligue & Brink também oferece um trabalho diferenciado, com a fabricação própria de camas elásticas e piscinas de bolinhas”, destaca o empresário Edson Cardoso da Silva.  “Trabalhamos com fornecedores nacionais, de fácil acesso e reposição e com garantia na qualidade de seus produtos”, pondera. Além de comercializar os brinquedos, a Ligue & Brink realiza a instalação e a manutenção de playgrounds e peças avulsas, assegurando “toda a assistência pós-venda”. A empresa comercializa, inclusive, grama sintética para a forração dos pisos. Edson comenta que o grande diferencial da empresa reside “no atendimento e na entrega rápida” e na facilidade de pagamentos com todos os cartões de crédito, incluindo o do BNDES. Para conhecer o diversificado catálogo de produtos da empresa, os clientes podem acessar a sua página eletrônica na internet.

Também a Toy Play exibe em seu endereço eletrônico uma grande variedade de produtos na área do lazer e recreação. A empresa existe há cerca de um ano, mas herdou todo o know-how adquirido por sua proprietária, Aparecida Donizeti da Silva, em 25 anos de trabalho no mercado. A Toy Play é a segunda empresa de Aparecida; com a primeira, ela atuava no atacado havia nove anos, além de trabalhar no gerenciamento de negócios de terceiros. “Criamos a Toy Play para atingir o consumidor final. Além dos brinquedos, trabalhamos muito com livro infantil e pedagógico”, diz. Entre os itens da linha playground e demais brinquedos voltados à recreação em área externa, a empresária destaca o túnel lúdico em formato de vaquinha. “É um produto diferenciado, em plástico, com cerca de 1,60 metro de comprimento e que poucas empresas oferecem”, garante. Segundo Aparecida, a empresa procura estreitar o seu relacionamento com o cliente realizando entregas rápidas, assistência técnica e negociando diferentes formas de pagamento.

A Fantasy Play oferece às escolas uma linha ampla de brinquedos, do playground a peças avulsas, como gangorras, casinhas, escorregadores, gira gira, piscinas de bolinhas, tanque de areia, túneis, etc. A empresa fornece ainda grama sintética, pisos emborrachados e brinquedos infláveis, como o tobogã e o balão pula pula. Criada há cinco anos, a empresa lançou-se há dois na importação de produtos norte-americanos, como a Casinha Cidade Little Tikes. O produto agrega, em cada uma de suas quatro paredes, equipamentos típicos de escolinha (mesa e porta abre e fecha), corpo de bombeiros (sinos), esportes (cesta de basquete, bola, gol, etc.), posto de gasolina, mercado e caixa eletrônico. “Este é o nosso grande diferencial hoje”, observa o empresário Ricardo Alvite, destacando que os importados apresentam uma variedade de temas e possibilidades de interação para as crianças sem similares no mercado nacional. Para os próximos meses, a empresa aguarda a chegada da Casinha Piquenique, do mesmo fabricante.

A Traquinagem, dirigida pelos sócios Alexandre Vargas e Jair Peixoto, é outra empresa do segmento que oferece brinquedos em plástico nacionais e importados. “Trabalhamos com as marcas importadas Step 2 e Little Tikes, inclusive dispondo de reposição de peças”, afirma Alexandre. Além da segurança para as crianças, o sócio da Traquinagem acredita que o brinquedo de plástico oferece maiores possibilidades para a escola gradativamente incrementar seu playground. “Geralmente a escola acaba de pagar um brinquedo e já começa a ampliar seu playground com outras opções”, diz. Alexandre afirma que um playground básico pode começar com a aquisição de um playground (o que mais vende na Traquinagem é o modelo Big Mundi, mas tudo depende, esclarece, do espaço disponível na escola), uma casinha e um balanço (com estrutura de ferro com pintura anti-ferrugem e cadeirinhas de plástico). A Traquinagem dispõe de um show-room no bairro da Saúde, em São Paulo, onde a escola pode visualizar várias peças. “Na exposição, o diretor da escola pode ter melhor noção do tamanho do brinquedo”, diz. A empresa comercializa também mesas de ping-pong e pebolim, entrega em todo o Brasil e tem como diferencial na forma de pagamento a opção de boleto bancário em três vezes sem juros.

Para Danila Oliveira, sócia da Dedo Brinquedo, há cinco anos no setor, um dos pontos positivos dos brinquedos de plástico é oferecer múltiplas atividades em um só produto. “Os brinquedos podem ser usados por crianças de várias idades. A partir de dois anos e meio o aluno já pode usufruir do playground. Além disso, todos os brinquedos de plástico que revendemos têm a certificação do Inmetro, são seguros, não possuem quinas nem parafusos aparentes”, explica. “Vendemos para todo o Brasil, os brinquedos vão acompanhados de manual e a escola mesmo pode montá-los”, diz, completando que a Dedo Brinquedo dá manutenção, trabalhando com reposição de peças. A empresa também fabrica piscinas de bolinhas, inclusive no tamanho baby, e módulos de espuma, produzidos com estrutura de madeira, forrados de espuma de alta densidade e revestidos de bagun. “Os módulos estimulam visualmente os pequenos e desenvolvem a motricidade”, define. Danila comenta que também faz projetos personalizados para escolas, inclusive forrando as paredes da sala com espuma e bagun, tornando o espaço específico para os bebês.

Há nove anos no mercado de quadras esportivas, a JV Esportes atua agora também no segmento de playgrounds. Para Vilmar Barbosa de Oliveira, diretor da empresa, os clientes têm preferido substituir os brinquedos de ferro e de madeira pelos de plástico. “O cliente procura o que houver de mais seguro para a criança. Como já dispúnhamos da parte esportiva, agora oferecemos também brinquedos para playground em plástico”, diz. A JV também trabalha com grama sintética em diversas espessuras e com piso emborrachado.

Entre os fabricantes, linhas exclusivas

 

O mercado de playground para as escolas é a grande aposta da Paladini Brinquedos para 2009. Com três anos de existência, a empresa foi criada por Levi Paladini, que atua já há oito em vendas na área. “Nosso foco é o brinquedão (kid play), mas neste ano queremos entrar forte na linha de playground”, afirma, destacando que a Paladini acaba de instalar um de seus modelos em uma escola de primeira linha na região dos Jardins, em São Paulo. A empresa apresentará seus produtos na Expo Parques e Feiras, entre os dias 5 e 8 de maio, no Expo Center Norte, em São Paulo. Os playgrounds são fabricados em diferentes tamanhos e modelos, com estrutura de madeira ou ferro e acabamento em plástico. Segundo ele, as peças estão “aptas para o uso de deficientes físicos”, pois a rampa de acesso é mais larga e está dotada de alças. Já o kid play, que também atende às necessidades de recreação da área externa das escolas, pode ser dimensionado conforme a área disponível. “É um brinquedo que interage muito com a criança”, diz Levi. A Paladini fabrica e comercializa ainda produtos mecânicos e eletrônicos para buffets infantis e realiza a manutenção ou reforma dos kid plays.

Já a Speed Kids é fabricante de playgrounds que atendem crianças de 2 a  12 anos. A empresa disponibiliza três linhas de brinqueods, a Superplay, a Popplay e a Ecoplay, todas com atividades que desenvolvem o lado lúdico e motor da criança, além da socialização. Conforme Mário Eduardo Abissamra, diretor comercial, a Speed Kids projeta playgrounds exclusivos para a área e o orçamento de cada cliente, já que os brinquedos são totalmente modulares. Ele complementa que os brinquedos são próprios para áreas externas. “Nosso polietileno já vem com protetores anti-UV,  o que permite a  exposição ao sol e chuva sem perder a cor e a qualidade”, garante. As peças metálicas são preparadas com fundo primer epóxi e tinta esmalte super-resistente. Já a linha Ecoplay é de eucalipto reflorestado, com tratamento anti-fungos revestido com tinta especial anti-UV. “Todos os brinquedos são projetados dentro de normas internacionais de segurança, dando tranqüilidade tanto aos pais como aos estabelecimentos que possuem nosso produto”, diz. A empresa é totalmente nacional e oferece às escolas condições especias de pagamento, inclusive através do cartão BNDES.

Em parceria com novos fornecedores, a Katatau está fabricando playgrounds de ferro, madeira e tronco sob medida. “Procuramos atender a real necessidade dos nossos clientes. Qualquer que seja o formato e o espaço nós realizamos o projeto”, atesta David Ferreira Afonso, sócio da empresa. Um dos modelos é disponível é a chamada brinquedolândia, um grande playground em madeira garapeira aparelhada que reúne 14 atividades num só brinquedo. O menor modelo necessita de um espaço de quatro por cinco metros para sua instalação, informa David. “A madeira é tratada contra cupim e umidade, as correntes são galvanizadas, o brinquedo recebe pintura com esmalte atóxico de alta qualidade e os assoalhos dos escorregadores são envernizados”, informa. A Katatau também revende brinquedos de plástico, de triciclos a grandes playgrounds, além de piso em EVA para áreas internas, areia colorida (vendida em sacos de 20 quilos e tratada contra raios UV) e grama sintética. A empresa está disponibilizando ainda um novo formato de piso de borracha reciclado com maior absorção de impacto. Segundo David, o  material pode ser instalado em área interna e externa. “O piso é de borracha granulada, amortece impacto causado pelas quedas e não levanta as pontas por ser chanfrado e auto-travante. A borracha é macia e atóxica, o piso é de extrema durabilidade e a cor independe do preço”, completa.

Outro fabricante que atua diretamente no mercado de escolas é a Fibrasmil, que  apresenta peças avulsas bastante diferenciadas, com estrutura e acabamento em fibra de vidro. “Entramos como novidade neste mercado, oferecendo brinquedos que os outros não têm”, afirma Carolina Freitas Silva Roberto, sócia da empresa. A Fibrasmil deriva de outra indústria de produtos em fibra de vidro, idealizada por Vando Balduino Silva, pai de Carolina, há cerca de 18 anos. Em 2006, a família resolveu apostar também no segmento de brinquedos para parques, buffets, condomínios e escolas, entre outros. Carolina destaca que a fibra de vidro confere boa durabilidade a esse tipo de produto, “porque não danifica com batidas e é resistente à chuva e ao sol”.

Para as escolas, a empresa disponibiliza seis modelos de peças de girar, com formatos em trator, carro-moto, xícara e nave, além de escorregadores e tobogãs. “Eles têm acabamento em pintura automotiva e verniz”, observa. A principal novidade é o basketoy, desenvolvido e patenteado pela própria empresa. “O brinquedo é educativo, as crianças têm que associar números e cores para mover uma bolinha”, relata. Fabricado com fibra, madeira e cúpula de acrílico, o basketoy chegou ao mercado em 2008 em dois modelos, um deles permitindo a brincadeira por até quatro crianças.

 

 

BOX

Variedade também em pisos

No setor de pisos para playground, o mercado apresenta produtos bastante diferenciados, entre eles a grama sintética, os emborrachados, acrílicos e uma linha ecológica produzida a partir da reciclagem da borracha, principalmente dos pneus. A JR Tecnologia em Superfícies comercializa, por exemplo,  revestimentos emborrachados, em poliuretano e sintético (acrílico). De maneira geral, a empresa trabalha “com pisos esportivos, recreativos, sociais e linhas de produtos e serviços de impermeabilização”, afirma o empresário Marcos Mündel. Para as escolas, a JR oferece materiais próprios às áreas internas e externas, “os quais se diferenciam pela textura e tipo de acabamento”. “Também temos pisos recreativos com amortecimento de impacto e emborrachados.”, complementa.

Segundo o engenheiro da empresa, Arion Nady Scheer, o piso emborrachado pode ser aplicado em área externa, desde que o contrapiso receba um processo de impermeabilização. Há também os pisos sintéticos (acrílicos), antiderrapantes, mais indicados para áreas maiores, que apresentem umidade por pressão negativa.  Diante das diferentes possibilidades apresentadas às escolas, a JR procura dar um atendimento personalizado, “buscar a melhor solução para o cliente, considerando um custo e benefício compatível”, diz o empresário Marcos Mündel. “Deparamo-nos com muitos erros e falhas no mercado por mero desconhecimento dos profissionais que atuam nas especificações.” Nesse sentido, a JR acredita que boas soluções possam ser encontradas quando se estabelece um diálogo entre os projetistas, os educadores e as empresas. Para 2009, a empresa diz que está atenta às novidades, atuando e estabelecendo parcerias com grandes fabricantes, “o que ampliará e complementará nossa linha de produtos”, ressalta Mündel.

E por falar em novidades, a Aubicon trouxe ao Brasil em 2006 uma modalidade diferente em mantas acústicas e, posteriormente, em 2008, em pisos com elevado grau de amortecimento, produzidos por meio da reciclagem da borracha. “Começamos importando este produto da Europa e diante de sua aceitação muito positiva na Feicon do ano passado, resolvemos comprar uma fábrica e montá-la no Brasil”, diz Alberto Safra, administrador de empresas e um dos sócios da Aubicon.  A fábrica entrou em operação no final de 2008 e já na Feicon (Feira Internacional da Indústria de Construção) de 2009, realizada no mês passado no Anhembi, em São Paulo, a empresa mostrou os produtos desenvolvidos no país.

“Produzimos um piso amortecedor de impacto, que segue toda a normativa de segurança dos países europeus. Além disso, é um material antiderrapante, de aplicação muito fácil, pois dispensa mão-de-obra especializada, permeável e de fácil manutenção”, descreve o empresário. Denominado piso ecológico Impactsoft, o produto é fabricado em forma de placas (em três tamanhos), que são assentadas sem a necessidade do uso de rejuntes, argamassas ou colas. Elas podem ainda ser removidas sem sofrerem danos e aplicadas no revestimento de outro local.  Há três tipos de espessuras, uma delas apropriada para a área de playground. “A placa tem 40 milímetros de altura e possui gomos que permitem a passagem de água e conferem maior amortecimento”, observa Alberto.

Segundo o empresário, no caso dos playgrounds, o principal diferencial do piso é a segurança que propicia às crianças, bem como seu perfil ecológico, pois aproveita a borracha dos pneus. O Impactsoft pode ser empregado ainda no revestimento de academias de ginástica  e áreas de circulação e recreação. Ele é oferecido em quatro cores (dois tons de verde, terra-cota e preto), com garantia de dois anos para a coloração.

Entre os diversos tipos de pisos para playgrounds, a grama sintética tem público garantido. Denise Branchini, gerente comercial do Grupo Placar, há 10 anos no mercado, afirma que o produto tem grande aceitação entre escolas, devido à altíssima qualidade e durabilidade. “Uma de nossas maiores preocupações é a segurança e a comodidade para as crianças e nesse sentido a grama sintética é o piso mais indicado”, garante. Uma novidade da empresa é a grama de 22mm bicolor, muito utilizada em quadrinhas infantis, playground, paisagismo ou quadras esportivas. Há gramas com outras espessuras – 8mm, 12mm e até 63mm -, todas com proteção antibactericida, proteção contra raios UVA e UVB. Além disso, não empoçam água e não desbotam. “A grama é produzida em polietileno e muito simples de ser limpa. Pode ser varrida, aspirada ou simplesmente passar um pano úmido ou lavar”, conta a gerente. A grama é colada com cola de contato. Mas, conforme Denise, há clientes que preferem deixá-la solta, apenas presa com fita dupla face. “Nesses casos, é possível retirar a grama e bate-la como um tapete, para a limpeza”, informa, completando que o Grupo Placar dá garantia de três anos nos seus produtos, prestando total assessoria ao cliente e oferecendo ótimas formas de pagamento.

Também a Greenland Play aposta na grama sintética como uma boa opção para os playgrounds. “Ela ainda é a preferida entre os pisos de proteção para playgrounds”, afirma Jefferson Oliveira, diretor comercial da empresa. Além da grama verde, a Greenland Play disponibiliza o piso em outras cores, como amarela, vermelha, preta, azul e branca. Jefferson, porém, adverte as escolas para que tenham cuidado ao comprar grama sintética. “Quem já não ouviu falar de crianças, e até mesmo adultos, que se queimam e arranham em quedas na grama sintética? O problema é que muitos produtos existentes no mercado hoje são fabricados em polipropileno, material mais barato e muito inferior ao polietileno. É exatamente o fio em polipropileno que causa desconfortos aos usuários, além de desgastar em um período muito curto de uso”, justifica.  Segundo o diretor da empresa, a grama da Greenland é produzida com a mais alta tecnologia, com fio 100% polietileno virgem. “Buscamos que nossos clientes tenham uma grama muito mais confortável, durável e bonita”, diz. A empresa também oferece pisos de borracha da linha Green Rubber, material com 20 anos de garantia contra defeitos de fabricação. O piso é produzido em borracha reciclada, no formato de 50 por 50 cm nas cores terracota, preto e verde.

Saiba mais:

AUBICON

11-3825-0998/3662-0289

www.aubicon.com.br

[email protected]

DEDO BRINQUEDO

11-2784-0848/2784-4383

[email protected]

www.dedobrinquedo.com.br

 

FABIANA BRINQUEDOS

11-3311-0540

www.fabianabrinquedos.com.br

[email protected]

FANTASY PLAY

(11) 2601-7525/ 2601-9902

www.fantasyplay.com.br

[email protected]

FIBRASMIL

11-4704-1800

www.fibrasmil.com.br

[email protected]

GREENLAND PLAY

11-2093-7075/2093-9505

www.greenlandplay.com.br

GRUPO PLACAR

11-4033-9999

www.grupoplacar.com.br

[email protected]

JR TECNOLOGIA EM SUPERFÍCIES

11-5093-0030

www.jrcor.com.br

KATATAU

11-2296-0037

[email protected]

www.katatau.com.br

LIGUE & BRINK

11-2743-2589

www.ligueebrink.com.br

[email protected]

PALADINI BRINQUEDOS

11-5073-3841

www.paladinibrinquedos.com.br

[email protected]

SPEED KIDS

0800-709-9888

www.speedkids.com.br

[email protected]

TOY PLAY

11-2051-7966/ 2057-1365

www.toyplay.com.br

[email protected]

TRAQUINAGEM

11-3807-7000/5072-6546

www.traquinagembrinquedos.com.br

[email protected]

JV ESPORTES

11-2946-5686/2946-5553

www.jvesportes.com.br

[email protected]

Receba nossas matérias no seu e-mail


Relacionados