fbpx
Guia para Gestores de Escolas

Fique de Olho — Playground / Grama Sintética

Matéria publicada na edição 37 | Abril 2008 – ver na edição online 

Beleza e segurança são fundamentais quando o assunto é o playground da escola

Além de entreter as crianças, o playground alcança o objetivo de estimular a atividade física. Gangorra, balanço, escorregador, casinha, chapéu mexicano, dentre muitos outros brinquedos,  ajudam ainda a desenvolver a mente dos pequenos. É recomendável a supervisão de adultos, já que existe o risco de quedas. Por isso, é essencial que os brinquedos atendam às exigências  de segurança e que o playground seja montado sobre um piso de segurança.

Há uma infinidade de modelos de brinquedos para playground disponíveis no mercado. Porém, a escola deve estar atenta à qualidade do que irá adquirir e procurar produtos com garantia e certificados pelo Inmetro. Os modelos de plástico vêm ganhando espaço e ocupando o lugar dos antigos modelos de ferro. Para Alexandre Vargas, sócio da Traquinagem, os modelos de plástico têm a vantagem de serem fáceis de montar e de oferecer praticidade na limpeza. Os preferidos, segundo Alexandre, são o modelo big mundi, pelo preço atrativo, as casinhas de bonecas e os balanços. “Temos como diferencial de manter nossos produtos com preços competitivos e oferecer condições de pagamento especiais, parcelando em até cinco vezes sem juros. Além disso, cumprimos sempre o prazo de entrega combinado”, afirma.

Edson Cardoso, sócio da Ligue & Brink, há cerca de 12 anos no mercado, completa que além de fáceis de limpar os brinquedos de plástico têm ótima durabilidade mesmo expostos a sol e chuva. “Procuramos trabalhar só com produtos aprovados pelo Inmetro, e temos pontualidade e agilidade na entrega. Não cobramos frete em São Paulo e a montagem é grátis”, informa. A empresa dispõe também de cama elástica, piscina de bolinhas, balão pula-pula, em diversos tamanhos e modelos.

Há 20 anos no segmento, a Alcance disponibiliza para escolas playgrounds de plástico e madeira (como a casa do Tarzan, com 15 atividades acopladas), além de fabricar piscinas de bolinhas em diversos tamanhos e formatos. A Alcance também trabalha com tatames e brinquedos de EVA, desenvolvidos para a área pedagógica, como as centopéias numéricas e de abecedário. Outras opções são as centopéias de pano e os playgrounds em espuma para crianças pequenas. Cumprir rigorosamente prazos de entrega e oferecer garantia estão entre as premissas de João Donizete dos Santos, proprietário da empresa. “Procuro fazer clientes e não vendas”, sustenta.

Já a Speed Kids é fabricante de playgrounds que atendem crianças de 2 a 14 anos. Há três linhas: a Superplay, a Popplay e a Ecoplay, todas com atividades que desenvolvem o lado lúdico e motor da criança, além da socialização. Conforme Mário Eduardo Abissamra, diretor comercial da Speed Kids, os brinquedos são próprios para áreas externas. “Nosso polietileno já vem com protetores anti-UV,  o que permite a  exposição ao sol e chuva sem perder a cor e a qualidade”, garante. As peças metálicas são preparadas com fundo primer epóxi e tinta esmalte super-resistente. Já a linha Ecoplay é de eucalipto reflorestado, com tratamento anti-fungos revestido com tinta especial anti-UV. “Todos os brinquedos são projetados dentro de normas internacionais de segurança, dando tranqüilidade tanto aos pais como aos estabelecimentos que possuem nosso produto”, diz. A empresa conta com uma arquiteta que projeta o playground ideal para a área e o orçamento disponíveis. Os brinquedos têm três anos de garantia nas peças plásticas e um ano nas demais partes. “Como nossa fabricação é totalmente nacional, na eventual necessidade de reposição de uma peça, essa substituição é praticamente imediata”, afirma.

Também a Brin Qi, há 15 anos revendendo brinquedos para playground de diversos fabricantes, está investindo numa linha própria de brinquedos de maior porte, os kiddie play, e de jogos gigantes espumados. Os kiddie play são produzidos em polietileno com estrutura de ferro galvanizado, com pintura epóxi. A empresa visita a escola e personaliza o brinquedo de acordo com o espaço disponível. Podem ser incluídos diversos circuitos, como ponte do rio que cai, túnel com visor, para visualização da criança, obstáculos, escorregadores, entre outros. Para playgrounds de escolas, a empresa recomenda o uso de grama sintética no piso, que pode ser instalada com amortecedor de impacto. “Priorizamos o bom atendimento aos clientes, tanto no pré como no pós-venda”, atesta Rubens Fernandes, diretor da empresa.

Outra empresa que investe numa linha de produtos personalizados para o cliente é a BR Play. Segundo Mário Vasques, consultor de vendas, a empresa tem uma linha própria de playgrounds em madeira, plástico, ferro e espuma, além dos kiddie play e de brinquedos eletrônicos, como carrossel, tombo legal e roda gigante. “Todos vão acompanhados de Atestado de responsabilidade técnica, ART, assinado pelo nosso engenheiro. Além da nossa linha, só trabalhamos com fabricantes que possuam selo de aprovação do Inmetro, e demais órgãos fiscalizadores. No caso da grama sintética, revendemos produto importado homologado internacionalmente e aprovado pelo Inmetro, Fifa e com cinco anos de garantia”, informa. Conforme Vasques, o diferencial da BR Play é oferecer um atendimento personalizado, com quatro consultores e dois projetistas prontos para atender a real necessidade dos clientes. “Acreditamos que um playground com um belo lay-out encanta não somente às crianças mas também aos pais, o que pode significar novas matrículas para as escolas”, completa.

Contar com um brinquedo que “encha os olhos”, mas que especialmente cumpra com as normas de segurança, deve ser o objetivo da escola. Para Arnaldo Black, proprietário da Triventures, o playground deve ser encarado como um todo, inclusive pisos, visando diminuir riscos de acidentes. A Triventures trabalha com grama sintética, instalada com amortecedor de impacto,  pisos de borracha e tatames de EVA para áreas internas. Em relação aos brinquedos, a empresa tem como foco playgrounds de grande porte, com estrutura em aço e componentes em PVC rotomoldado. O lançamento é a linha Ecoplay, com estrutura em madeira e componentes também em PVC. Os brinquedos, conforme o proprietário, são facilmente adaptáveis ao espaço disponível, já que é possível modificar a posição dos componentes. “Na fabricação de nossos brinquedos observamos as regras de segurança da ABNT e internacionais”, frisa Arnaldo, que  participou da comissão que criou a norma da ABNT que rege a fabricação de brinquedos para playground. A empresa também oferece opções de brinquedo para ser instalado dentro de  piscinas infantis, com chuveiro, balde giratório, toboágua e cascata, produzido em aço envelopado e componentes em PVC, resistente à água.

Além dos brinquedos em plástico, os de madeira também são bem procurados. A Katatau fornece para escolas a chamada brinquedolândia, um grande playground em madeira garapeira aparelhada que reúne 14 atividades num só brinquedo. O menor modelo necessita de um espaço de quatro por cinco metros para sua instalação, informa David Ferreira Afonso, sócio da empresa. “A madeira é tratada contra cupim e umidade, as correntes são galvanizadas, o brinquedo recebe pintura com esmalte atóxico de alta qualidade e os assoalhos dos escorregadores são envernizados”, informa. A Katatau também revende brinquedos de plástico, de triciclos a grandes playgrounds, além de piso em EVA para áreas internas, areia colorida (vendida em sacos de 20 quilos e tratada contra raios UV) e grama sintética. Em playgrounds a empresa instala grama de 12 mm, disponível em várias cores. David explica que com a grama é possível simular no piso uma estradinha que leve à casinha de bonecas, demarcar uma mini-quadra ou até desenhar um tabuleiro de damas.

A Tró-ló-ló, há 29 anos no setor, revende e fabrica brinquedos, de playgrounds de plástico a brinquedos de EVA, passando pelos kits de espuma e pelos brinquedos produzidos em bagun (como xadrez, dominó, dama, centopéia e amarelinha). Horácio Massoni, diretor da empesa, avalia que o brinquedo é de suma importância para o aprendizado das crianças e que segurança é essencial. “Só vendemos produtos certificados pelo Inmetro. A Tró-ló-ló preza muito a qualidade de seus produtos e o bom atendimento ao cliente”, diz. Massoni indica que o produto mais vendido é o cubo ativo, com cadarço, botões, velcro e diversas atividades para a  criança aprender e começar a fazer sozinha no dia-a-dia. “Sempre orientamos o cliente que o brinquedo seja utilizado de acordo com a idade indicada”, completa.

Especial para os pequenos

Para as crianças menores, o segmento de playgrounds reserva ótimas atrações. A Fábrica de Educação desenvolve playgrounds para crianças a partir de seis meses a três anos de idade, que auxiliam no desenvolvimento da motricidade infantil. São módulos montados com estrutura de madeira, revestidos de espuma e forrados com bagun, espécie de lona impermeável e atóxica. Há rampas, escorregadores, escadinhas, com os quais é possível montar modelos de acordo com o espaço disponível. Conforme Ângelo Potenza Neto, proprietário da empresa, cada módulo pesa de 10 a 15 quilos. “Se os módulos fossem só de espuma e muito leves, as crianças acabariam desmontando o circuito e ele perderia sua função”, explica. A empresa ainda fabrica jogos gigantes espumados.

Danila Oliveira, sócia da Dedo Brinquedo, há quatro anos no setor de playgrounds, conta que a empresa fabrica piscinas de bolinhas, inclusive no tamanho baby, e módulos de espuma indicados para crianças de até dois anos e meio. “Os módulos estimulam visualmente os pequenos e desenvolvem a motricidade, pois eles sobem, descem, passam em túneis, enfim, desenvolvem as habilidades corporais”, define. Danila reforça que os brinquedos são higiênicos e fáceis de limpar: são produzidos com estrutura de madeira, forrados de espuma de alta densidade e revestidos de bagun. “Os formatos dos módulos viabilizam o espaço. Há módulos de cantos, circulares, rampas, túneis, rolos. Fazemos também projetos personalizados, inclusive forrando as paredes da sala com espuma e bagun, tornando o espaço específico para os bebês”, conta. A Dedo Brinquedo dispõe ainda de playgrounds de plástico de diversos fabricantes, pufes de bichinhos, camas elásticas e triciclos, também muito procurados pelas escolas.

OPÇÕES EM PISOS

Quando se trata de playground, a grama sintética é um complemento muito procurado pelas escolas. Para Denise Branchini, gerente comercial do Grupo Placar, há sete anos fornecendo grama sintética, o produto reúne beleza e praticidade, tanto na instalação como na manutenção. Denise indica para playgrounds a grama com 12 mm, por ser mais macio e confortável para as crianças. Há ainda a grama de 8 mm e as esportivas, com 20 a 63 mm. Todas têm proteção antibactericida, proteção contra raios UVA e UVB, não empoçam água e não desbotam. “A grama é produzida em polietileno e muito simples de ser limpa. Pode ser varrida, aspirada ou simplesmente passar um pano úmido ou lavar”, conta a gerente. A grama é colada com cola de contato. Mas, conforme Denise, há clientes que preferem deixar a grama solta, apenas presa com fita dupla face. “Nesses casos, é possível retirar a grama e bate-la como um tapete, para a limpeza”, informa, completando que o Grupo Placar dá garantia de três anos nos seus produtos, prestando total assessoria ao cliente e oferecendo ótimas formas de pagamento.

Jefferson Ferreira de Oliveira, proprietário da Greenland Play Pisos e Playground, e fabricante de grama sintética, orienta que há no mercado vários tipos de grama. “A produzida com fio 100% polietileno é macia, não queima a pele em caso de quedas. Já a de polipropileno tem o fio mais rígido, áspero e abrasivo”, adverte. Segundo o fabricante, há no mercado, gramas confeccionadas em ráfia e com fio derivado de garrafas PET, ambos contra-indicados justamente pela abrasão dos materiais. Conforme Jefferson, é possível optar pela instalação de um amortecedor de impacto por baixo da grama sintética, garantindo um amortecimento até 70% maior do que apenas com a grama. Ao optar pela grama sintética é importante verificar a altura da grama. Jefferson recomenda para playground as com altura entre 10 e 13 mm. Para uma correta manutenção da grama sintética, o fabricante indica varrição no sentido contrário aos fios, para eles levantarem e permanecerem bonitos, e limpeza com aspirador uma vez por semana. Além da grama, a Greenland oferece brinquedos em plástico e madeira, além de pisos em EVA. O lançamento da empresa é o piso em borracha reciclada, no formato osso. “O piso é de altíssima durabilidade e extremamente seguro, além de ser disponível em diversas cores, que podem ser trabalhadas no piso”, informa.

Segundo a arquiteta Mara Cabral, designer dos produtos da Haiah Revestimentos Especiais de Borracha e especialista no planejamento e montagem de playgrounds, o piso do playground deve ser amortecedor de impacto, antiderrapante, não tóxico, durável e de fácil manutenção. A necessidade de um piso apropriado faz parte inclusive das normas técnicas que indicam as características de um playground (NBR 14.350-1 e 14.350-2, editadas pela ABNT – Associação Brasileira de Normas Técnicas). “As quedas fazem parte do aprendizado e onde há um piso de segurança é permitido brincar de verdade. Ao implantar espaços de lazer e recreação infantil, certos detalhes fazem a diferença, como conforto ao pisar ou cair”, orienta Mara. Segundo a arquiteta, nas escolas é indispensável contar com um piso de segurança que amorteça impactos e ao mesmo tempo seja antiderrapante e macio. A Haiah desenvolve produtos de ecodesign com borracha granulada colorida e atóxica, material resistente que atende as áreas externas com várias opções: o Piso S, instalado diretamente na terra, o Piso I, modelo para ser colado sobre contrapisos novos ou já existentes, e o piso em placas a partir de 40 por 40 cm com espessura a partir de 8 mm.

Saiba mais

ALCANCE BRINQUEDOS
11-4194-3719/4201-5118
[email protected]
www.alcancebrinquedos.com.br

BRIN QI
11-2204-3101/2953-5774
www.brinqi.com.br

BR PLAY
11-3479-9142/2016-5340
www.brplay.com.br

DEDO BRINQUEDO
11-6784-0848/6784-4384
[email protected]
www.dedobrinquedo.com.br

FÁBRICA DE EDUCAÇÃO
11-6143-1827/7609-7167
[email protected]

GREENLAND PLAY
11-6193-7075/6193-9505
www.greenlandplay.com.br

GRUPO PLACAR
11-4033-9999
[email protected]
www.grupoplacar.com.br

HAIAH REVESTIMENTOS ESPECIAIS DE BORRACHA
11-4051-2477
[email protected]
www.haiah.com.br

KATATAU
11-2296-0037
[email protected]
www.katatau.com.br

LIGUE & BRINK
11-6743-2589/6742-4170
[email protected]
www.ligueebrink.com.br

SPEED KIDS
0800-709-9888
www.speedkids.com.br

TRAQUINAGEM
11-3807-7000
[email protected]
www.traquinagembrinquedos.com.br

 

TRIVENTURES
11-3288-3292/3283-5978
[email protected]
www.triventures.com

TRÓ-LÓ-LÓ
11-3871-3952
[email protected]
www.trololo.com.br

Receba nossas matérias no seu e-mail


Relacionados