fbpx
Guia para Gestores de Escolas

Fique de Olho — Quadras

Matéria publicada na edição 36 | Março 2008 – ver na edição online 

Diversos materiais garantem beleza, durabilidade e eficiência para as quadras esportivas

As quadras esportivas estão entre os mais importantes espaços da escola. Cobertas ou descobertas, geralmente as quadras são utilizadas para outras atividades além das aulas de educação física e dos jogos e competições. Por isso, devem ser revestidas de material resistente, oferecer facilidade de manutenção e conforto para a prática de esportes.

Antonio Carlos Gomes, diretor da Gober, empresa há 35 anos no mercado, especializada em pisos esportivos e industriais, recomenda para quadras de escolas o poliuretano rígido. “O revestimento oferece uma perfeita performance para quadras com múltiplos usos. Já utilizamos o produto até em quadras de escola de samba”, conta. O poliuretano é indicado para áreas internas (ginásios poliesportivos e quadras cobertas, por exemplo). Há a opção do poliuretano rígido, para áreas de múltiplo uso, ou o revestimento de absorção de impacto, que é um tapete moldado no substrato existente. A grande maioria das escolas, conforme Gomes, opta pelo poliuretano rígido, principalmente pela resistência e facilidade de limpeza. “O piso resiste à abrasão, está sempre colorido e brilhante. É uma superfície vitrificada, onde mesmo riscos de tênis de sola preta não grudam”, explica. A Gober também oferece pisos de concreto (onde é aplicado um revestimento acrílico, que pode ter textura lisa, para quadras poliesportivas, ou rugosa, para tênis), asfáltico (monolítico, sem juntas de dilatação) e revestimento flexível para absorção de impacto. A empresa aplica ainda acabamento em poliuretano em ginásios com piso flutuante de madeira.

Outra alternativa de pisos para quadras são os revestimentos vinílicos. “O piso vinílico é uma ótima opção para quadras poliesportivas, mini-quadras e áreas de recreação em geral. Possui uma vasta gama de cores, possibilitando fazer desenhos e as marcações das quadras com o próprio piso. A grande vantagem é que essa marcação ficará permanente sem necessidade de reparos, como ocorre com a pintura”, esclarece a arquiteta Glênia Silveira S. Francisco, supervisora de marketing da Ace Revestimentos. A Ace trabalha com uma linha de pisos vinílicos diferenciados, a iQ. Segundo a arquiteta, muitos pisos vinílicos possuem acabamento em poliuretano, ou seja, apenas na superfície. “Já a linha iQ possui poliuretano de alta resistência na massa do piso, em toda sua espessura (2mm), por isso dispensa o uso de cera por toda a vida útil do piso. É possível restaurar e manter o mesmo aspecto da superfície, sem utilização de cera”, orienta. Os pisos estão disponíveis em mantas de 2 m de largura por 23 m de comprimento. Glênia comenta que a base ideal para instalação do piso é um cimentado desempenado bem regularizado. A manta vinílica é colada com adesivo acrílico. A instalação é rápida e limpa, possibilitando reformas com uso imediato do local. “Entre os benefícios, estão o conforto térmico, acústico e a grande durabilidade e resistência à abrasão”, completa.

A American Pisos, há 15 anos no mercado, é especializada em pisos vinílicos e de borracha, e é uma Revenda + da Fademac. “A Revenda + é uma homologação que a Fademac dá a algumas revendas, uma espécie de garantia estendida. Além da garantia da Fademac, o cliente tem a garantia da American Pisos, uma empresa com know-how, treinada pelo fabricante”, explica Luiz Carlos Cavalcante Gomes, diretor comercial da American Pisos. Segundo Luiz Carlos, os pisos vinílicos são conhecidos pela grande versatilidade e flexibilidade na criação de desenhos e paginações com cores diferentes. “Mas além desta grande vantagem, podem ser também destacadas a excelente absorção de impacto e a conservação do aspecto original do piso durante a sua vida útil. Estas propriedades conferem aos pisos Absolute e Paviflex as melhores condições para aplicação em quadras poliesportivas”, sustenta. Entre os diferenciais da American Pisos, o diretor cita o atendimento rápido, por dispor de um estoque constante de produtos.

Outra empresa que oferece pisos vinílicos para quadras é a Brasforti, distribuidora do piso francês Gerflor, fabricante para pisos voltados a diversos segmentos, entre eles o esportivo. Michel Matranga, diretor da Gerflor no Brasil, explica que a empresa fornece pisos esportivos para jogos olímpicos e federações de diversos esportes. “São produtos de alta tecnologia que podem ser adaptados para o dia-a-dia escolar”, esclarece. As mantas vinílicas em rolo são instaladas com espuma por baixo, o que garante segurança para o praticante de esporte. “Em nosso entendimento, a segurança dos alunos é o mais importante, pois o corpo está em formação”, diz. Além da facilidade de limpeza e rapidez na instalação, os pisos da Gerflor oferecem utilização poliesportiva e polivalente. “Nosso compromisso é oferecer um produto confortável, seguro e resistente, já que o ginásio é o centro de vida social de uma escola”, afirma. O piso está disponível em 15 cores lisas e duas com design madeirado.

Já a Sport Solution é uma empresa especializada na construção e reforma de quadras, da preparação do contrapiso à instalação de alambrados, redes e iluminação. A empresa constrói quadras em concreto, piso asfáltico, grama sintética ou quadras de areia para futebol society. “Nosso foco está nos pisos e acessórios para quadras. Temos inclusive uma equipe de assistência técnica, pronta para dar toda orientação de manutenção e suporte ao cliente”, diz Alexandre Santos, diretor da Sport Solution. As quadras de grama sintética têm oferecido um excelente custo-benefício para escolas, orienta Alexandre. “É uma opção bonita, durável e que requer pouquíssima manutenção. A demarcação é feita com grama branca, e não precisa ser repintada”, afirma. Segundo Alexandre, a grama sintética produzida em 100% polietileno é menos abrasiva, mais durável e flexível. “A escola deve estar atenta ao produto que está adquirindo, e verificar a densidade da grama, a espessura do fio e o grau de proteção contra raios ultra-violeta”, adverte. A Sport Solution oferece dois anos de garantia para o produto e um ano na mão-de-obra. Para os alambrados, ele recomenda o uso de tubos galvanizados a fogo. É essencial ainda a instalação de um barramento inferior e um intermediário. As paredes dos tubos verticais devem ter no mínimo 2,55 mm de espessura. Nos fundos da quadra, ele recomenda barramento também superior. “Na construção do alambrado a qualidade da estrutura é fundamental”, justifica, indicando o uso de tela de aço das marcas Gerdau ou Belgo Mineira, revestidas de PVC, aumentando a resistência e melhorando o resultado estético. Já para a iluminação, ele aconselha lâmpadas de vapor metálico, que consomem 30% a menos de energia do que as de mercúrio.

A J & V Esportes, há oito anos no mercado, constrói e reforma quadras com pisos de concreto, emborrachado ou asfáltico. O emborrachado é uma borracha autonivelante mais indicada para quadras fechadas e salas de ginástica, e o asfáltico, conforme Vilmar Barbosa de Oliveira, diretor da J & V, tem a vantagem de permitir reparos. “Por ser um piso flexível, o asfáltico pode sofrer danos se não for usado adequadamente, por exemplo, utilizando cadeiras na quadra”, afirma. A J & V é fabricante de acessórios, como traves e tabelas (de laminado naval, acrílico ou vidro temperado), e fornece redes e alambrados. “Fazemos tudo o que se refere a quadras. E temos como diferencial o fato de possuirmos uma equipe de funcionários registrados”, garante.

A Power Sports, há 13 anos no mercado, é fabricante de acessórios esportivos e também executa quadras novas e reformas, com pisos de concreto e asfáltico. Márcio Roberto Melo, sócio proprietário da Power Sports, afirma que a empresa realiza ainda pintura em PU, tinta a base de poliuretano, de grande durabilidade. “Não indicamos o piso asfáltico para quadras polivalentes, utilizadas em eventos da escola. Nesses casos, o concreto é o recomendado, e a pintura em PU facilita a limpeza. Essa pintura  pode ser aplicada inclusive em pátios”, esclarece. Na pintura de uma quadra de concreto, Márcio comenta que primeiramente o piso é lixado, lavado com máquina de alta pressão, estucado com resina aplicada com rodo, encerado, para só então ser pintado. Se houver trincas e rachaduras, elas também devem ser tratadas.  “Todo esse processo dá ancoragem à base, para que possam ser feitas as demarcações no piso”, diz.

Um complemento essencial para as quadras são as redes de nylon. Paulo César Pereira de Sousa, diretor da Sousa Redes, há 15 anos no mercado, trabalha com redes de nylon polietileno 100% virgem, da malha 5 a malha 12. “O material reciclável tem baixíssima durabilidade. Nós damos dois anos de garantia para redes instaladas na parte superior da quadra”, diz Sousa. Além da qualidade do material empregado na fabricação, o sol também age como um degradante natural das redes. A instalação cuidadosa, acredita o diretor da empresa, é outro fator que auxilia na resistência e durabilidade das redes. “Só trabalhamos com ganchos galvanizados, de maior resistência. A rede é fundamental para garantir a prática do esporte e a segurança dos alunos”, finaliza.

Saiba mais

ACE REVESTIMENTOS
11-6914-5499
[email protected]
www.acerevestimentos.com.br

AMERICAN PISOS
11-5581-0545/5585-0639
[email protected]
www.americanpisos.com.br

BRASFORTI
11-5012-1212
www.brasforti.com.br

GOBER
11-2236-1620
[email protected]
www.goberpisos.com.br

J & V
11-6946-5686
[email protected]
www.jvesportes.com.br

 

POWER SPORTS
11 – 2992 6297
[email protected]
www.powersports.com.br

 

SOUSA REDES
11-3944-1640
[email protected]
www.sousaredesdeprotecao.com.br

 

SPORT SOLUTION
11-2296-0037
[email protected]
www.sportsolution.com.br

Receba nossas matérias no seu e-mail


Relacionados