Guia para Gestores de Escolas

Fique de Olho — Toldos e Coberturas

Matéria publicada na edição 24 | Janeiro 2007 – ver na edição online 

Os tradicionais toldos de lona, hoje material vinílico, estão mais bonitos e duráveis. Já o policarbonato, material mais sofisticado para coberturas, é 50% mais leve que o vidro e mais resistente a impactos. Escolha o melhor para a sua escola.

Toldos e coberturas são acessórios essenciais para garantir o conforto de alunos e funcionários da escola tanto em dias de sol como de chuva e ideais para corredores de acesso, entradas ou mesmo áreas maiores. Os materiais, tanto lonas como policarbonato, oferecem novas tecnologias que aumentam a durabilidade das coberturas e dão um visual mais bonito às peças.

Para Carlos Aburaya, proprietário da Universal Toldos, é fundamental procurar empresas idôneas para a encomenda de coberturas. “A escola deve solicitar que a empresa vá ao local fazer o orçamento. Damos, inclusive, assistência pós-venda”, sustenta Carlos, no mercado desde 1974. Segundo o empresário, hoje as coberturas de policarbonato são as mais procuradas. A lona, porém, ainda é indicada para fechamentos verticais, no modelo cortina.   A Universal sugere o produto mais adequado para as necessidades de cada  escola. O policarbonato alveolar dá menos visibilidade enquanto o compacto  se assemelha mais ao vidro, explica Aburaya. A empresa trabalha com estruturas em ferro galvanizado ou alumínio (esta última tem um custo 20% mais alto).

A Toldos Globo também é especializada em coberturas, e atua nesse segmento desde 1987. “Trabalhamos com uma grande variedade de modelos de coberturas fixas ou retráteis, de acordo com a necessidade do cliente, revestidas com policarbonato ou lona sintética”, diz Robert M. Gomes, proprietário da empresa. A Globo indica o policarbonato para áreas onde o cliente não queira perder a claridade. “O policarbonato permite um ótimo aproveitamento da luz natural, criando uma sensação de amplitude. A chapa de policarbonato tem uma grande resistência aos raios ultravioletas, proporcionando também alta durabilidade”, sustenta Robert.

Segundo o empresário, a Globo está constantemente buscando o que há de melhor no segmento de lonas, policarbonato e afins. “A maior preocupação da empresa é sem dúvida com a satisfação do cliente. Para isso contamos com uma equipe especializada desde a fabricação das coberturas até a montagem”, justifica. A empresa presta assistência técnica permanente em suas coberturas e 12 meses de garantia para os modelos de lona e 36 meses para os de policarbonato. Mas, Robert completa que o cliente deve ter o cuidado de usar produtos adequados tanto para a limpeza da lona como para a de policarbonato.

Já a RPL Coberturas, há 13 anos no mercado, tem condições de atender a qualquer pedido de cobertura. Além dos modelos em lona e policarbonato, a empresa fabrica coberturas em geral, como as de telha galvanizada e telha termoacústica, com estruturas metálicas. Roberto Laraia, proprietário da RPL, afirma que as estruturas são em aço carbono, e recebem fundo antiferruginoso com pintura em esmalte sintético ou pintura eletrostática a pó. A empresa também fabrica grandes coberturas em lona de PVC laminado, reforçada com tramas de poliéster. O material, conforme Laraia, é antichamas e antimofo e tem durabilidade de cinco anos. Quanto ao policarbonato, material mais sofisticado, Laraia afirma que as placas compactas se assemelham ao vidro. “Porém o policarbonato compacto é 200 vezes mais resistente que o vidro laminado. Já o policarbonato alveolar tem um custo mais baixo e é menos resistente”, diz, completando que há a possibilidade da escola optar pelo policarbonato refletivo, disponível tanto nas chapas compactas como nas alveolares, e que bloqueia 70% do calor.

Outra das vantagens do policarbonato é o fato do material possibilitar curvaturas a frio. “Além disso, o material tem garantia de 10 anos de fábrica contra amarelamento e ressecamento”, informa Sueli da Silva Gomes, proprietária da Triângulo. As coberturas de policarbonato nas escolas, diz Sueli, são muito utilizadas em túneis em entradas e também em áreas de playground. A empresa, há 18 anos no ramo, fornece coberturas de policarbonato e também de vidro laminado e temperado. O laminado, conforme a proprietária da Triângulo, é como um sanduíche de vidro com uma película de butirol no meio. “Se o vidro vier a quebrar, não cai da cobertura”, diz. Na estrutura de suas coberturas, a Triângulo utiliza alumínio ou aço carbono. O aço carbono recebe um fundo anticorrosivo e pintura em esmalte sintético e o alumínio, pintura eletrostática a pó.

Responsabilidade Social:

Buscando uma atuação de responsabilidade social, a Toldos Globo apóia o GATI (Grupo de Apoio as Tribos Indígenas), entidade que presta assistência social aos índios do Estado do Mato Grosso do Sul. Na região, vivem cerca de 55 mil índios, a maioria em estado de abandono. O GATI é composto por um grupo de voluntários que, além de distribuir donativos, presta serviços aos índios. São cabeleireiros, enfermeiras, professores e cozinheiras que realizam trabalhos voluntários com os indígenas. Para conhecer mais e colaborar com este projeto acesse o site www.gati.org.br.

Serviço:

RPL Coberturas
11-3208-0149
www.rplcoberturas.com.br | [email protected]

Toldos Globo
11-6222-4222
www.toldosglobo.com.br

Toldos Universal
11-6941-2822
www.toldosuniversal.com.br | [email protected]

Triângulo
11-6541-6678
www.triangulopoli.com.br | [email protected]

Receba nossas matérias no seu e-mail

Relacionados
Fale conosco!