fbpx
Guia para Gestores de Escolas

Fundação Lemann realiza pesquisa inédita que mostra a visão dos professores sobre a educação no Brasil

Em parceria com o Instituto Paulo Montenegro e o IBOPE Inteligência, a Fundação Lemann conduziu a pesquisa “Conselho de Classe – A visão de professores sobre a educação no Brasil”, que, durante o segundo semestre de 2014, ouviu 1 mil professores de ensino fundamental da rede pública em 50 municípios das cinco regiões brasileiras. De acordo com Denis Mizne, diretor executivo da Fundação Lemann, a motivação para realizar o estudo foi a de dar voz aos professores de todo o Brasil. “Queríamos trazer para o debate educacional a opinião de quem vive a educação diariamente. Para tanto, chegamos até os professores com o espírito aberto e não para confirmar teses”, explica Denis.

 Os desafios do cotidiano escolar, as reais condições de trabalho de quem está na sala de aula e suas opiniões sobre as políticas públicas educacionais e a carreira foram alguns dos pontos levantados pela pesquisa que apontou a falta de acompanhamento psicológico dos alunos, a indisciplina e a defasagem de aprendizado, como sendo os três aspectos que precisam ser enfrentados com urgência.

 Para os professores, os fatores que mais têm impacto, em primeiro lugar, estão ligados à falta de suporte para apoiar alunos que precisam de algum tipo de atenção especial (64%): falta de acompanhamento psicológico (21%), indisciplina dos alunos (14%), defasagem de aprendizado (12%), aprovação de alunos que não estão preparados para o próximo ciclo (10%) e falta de condições adequadas para inclusão de alunos com deficiência (7%).

 A pesquisa destaca ainda a diferença de necessidades entre professores do Ensino Fundamental I e II quando o assunto é comportamento em sala de aula. A falta de acompanhamento psicológico para alunos é apontada como problema em maior proporção pelos professores do Fundamental I (27%), enquanto a indisciplina é destacada em maior proporção pelos professores do Fundamental II (18%).

 “A formação de professores no Brasil não engloba a prática na sala de aula. Esse professor não está preparado para lidar com a indisciplina. Então ele tem que descobrir tudo isso quando já está lá, dentro da sala de aula, com 30, 35, 40 alunos”, avalia Denis Mizne.

 Satisfação e reconhecimento

 Quando perguntados sobre os aspectos da profissão que mais trazem satisfação, 72% dos professores apontaram como primeiro fator a contribuição que eles percebem que têm para o aprendizado do aluno e 65% para a responsabilidade social do trabalho que exercem. Em contrapartida, os aspectos que menos trazem satisfação estão ligados à carreira: boas condições de trabalho (23%), remuneração (20%) e reconhecimento da sociedade em geral (17%). Com relação aos planos de carreira, 83% dos docentes pretendem continuar na área educacional nos próximos cinco anos, sendo que 69% pretendem permanecer na mesma função como professores (um em cada dez se aposentarão).

A tecnologia como aliada

 Quase a totalidade dos professores (92%) apoiam a disponibilização de materiais didáticos digitais de qualidade como jogos, vídeos, exercícios e sites, além de uma formação adequada para o uso da tecnologia aplicada ao ensino. Outros 85% acreditam que a disponibilidade de mais e melhores computadores e o acesso rápido à internet ajudaria na prática em sala de aula.

 Ainda de acordo com o estudo, quatro temas merecem atenção: a formação efetiva do aluno (o professor precisa de apoio para garantir que o aluno aprenda), a heterogeneidade das turmas (sozinho, o professor não consegue lidar com a diferença de perfis das turmas e, com isso, garantir o aprendizado de todos), a relação com as famílias (o diálogo precisa ser estabelecido para resolver situações que influenciam no aprendizado dos alunos) e a aplicabilidade de políticas educacionais (as políticas públicas precisam ser construídas em conjunto com os professores para que possam ser efetivas).

  

Sobre a Fundação Lemann

 A Fundação Lemann é uma organização sem fins lucrativos, criada em 2002 pelo empresário brasileiro Jorge Paulo Lemann. Contribuir para melhorar a qualidade do aprendizado dos alunos brasileiros e formar uma rede de líderes transformadores são os grandes objetivos da instituição.

Receba nossas matérias no seu e-mail


Relacionados