fbpx
Guia para Gestores de Escolas

GEduc 2021: Edição online do evento discutiu o ensino híbrido, as inovações e tecnologias educacionais do futuro

Reconhecido como um dos maiores congressos de gestão educacional do Brasil, a 19ª edição do GEduc ocorreu durante cinco dias, em ambiente virtual imersivo, reunindo mais de 800 líderes educacionais de todo o país para refletir e discutir as transformações, inovações e necessidades que despontam em todo o sistema educacional

Com os impactos da pandemia em todos os setores sociais, a área educacional, em especial, atravessou (e continua atravessando) densas transformações, que reverberam em reflexões e mudanças significativas. Na esteira das reformulações, grandes eventos educacionais – antes organizados pessoalmente – migraram para os espaços digitais com o intuito de promover discussões, trocar experiências, conhecer novas/outras perspectivas e (re)pensar caminhos e possibilidades para o futuro da educacional.

Realizado pela HUMUS, consultoria que há mais de 25 anos desenvolve capacitações e serviços para o aperfeiçoamento de gestores educacionais, entre os dias 12 e 16 de abril ocorreu a 19ª edição do GEduc – Congresso Brasileiro de Gestão Educacional, reunindo mais de 800 profissionais de educação. Com palestrantes de renome e diversos especialistas em educação, o evento promoveu interessantes reflexões sobre tecnologia, ensino híbrido, fórum de líderes educacionais, inovação acadêmica, marketing educacional, além de workshops e masterclasses.

“A edição desse ano superou expectativas, foram muitos feedbacks positivos, confirmando que o GEduc realmente é o congresso de gestão educacional mais importante do Brasil e o ponto de encontro oficial dos executivos educacionais, seja presencial ou virtualmente”, afirma Sonia Colombo, diretora da HUMUS Consultoria.

FUTURO DA EDUCAÇÃO

O Congresso abordou o futuro do setor e temas como tecnologias educacionais, inovação e gestão nas instituições de ensino. A educadora Lilian Bacich, cofundadora do Tríade Educacional, falou, por exemplo, sobre a variedade de modelos pedagógicos que podem ser adotados no ensino híbrido. A palestrante explicou que o foco na personalização do aprendizado e na autonomia do estudante, bem como a modificação do papel do professor e da família são algumas das propostas que esse modelo tenta abarcar. Lilian afirma que a tecnologia deve ser utilizada com intencionalidade para que os recursos digitais possam oferecer experiências mais enriquecedoras aos estudantes.

A pesquisadora Lígia Zotini, fundadora do Voicers, também abordou o cenário da tecnologia educacional, mas com foco nas previsões para os próximos anos. Para ela, a massificação do 5G será o gatilho para a implementação de tecnologias envolvendo realidade virtual e inteligência artificial em sala de aula. O futuro da educação será marcado por jornadas mais imersivas e democráticas, e a tendência é que o mundo fique cada vez mais desmaterializado. Lígia também tranquiliza os profissionais e diz que, no futuro, a máquina não irá substituir o professor por completo, ao contrário, facilitará tarefas mecânicas e repetitivas para que o educador possa se dedicar a outras atividades.

Na mesma linha, o especialista em gestão de projetos, Daniel Hey, refletiu sobre os benefícios e desafios do uso da holografia na educação, e discutiu as características de aprendizagem das novas gerações de estudantes, explicando como o educador pode usá-las para pensar em modelos inovadores de ensino. Já o professor Fernando Valenzuela abordou o impacto da transformação educacional e o que está por vir nos próximos anos.

Falando de inovação, o empreendedor e autor do livro “Pense Simples”, Gustavo Caetano, acredita que a chave para inovar está justamente na simplicidade. Ele explica que inovar é diferente de inventar e que quanto mais focado um serviço, maior será o seu valor. O palestrante Eduardo Carmello, consultor organizacional e educacional especialista em Gestão Estratégica de Pessoas, partiu da mesma questão para falar sobre a resolução de problemas complexos através do design thinking. Discutindo as dimensões de liderança que podem ser exploradas pelo profissional, ele destrinchou questões como engajamento, capacitação e aprimoramento.

O GEduc também inovou levando para o virtual a sua Exposição de Produtos e Serviços Educacionais, com mais de 30 empresas patrocinadoras do evento.

GEduc 2022

A diretora Sonia Colombo garante que a próxima edição do GEduc virá ainda com mais novidades. “Nosso desafio para o ano que vem é fazermos o evento presencial, mas continuar com algumas estratégias que nós trouxemos para o online, como as masterclasses e workshops. Nós continuaremos com as trilhas no presencial, e vamos incorporar a experiência do online, que foi muito bem-sucedida”, finaliza. Para o próximo ano, o evento já tem data marcada: ocorrerá entre os dias 30 de março e 01 de abril, no Hotel Maksoud Plaza, em São Paulo.

SAIBA MAIS
Os vídeos das palestras e das apresentações que ocorreram ao longo do GEduc 2021 estão disponíveis para visualização no canal HUMUS Consultoria do YouTube.

Receba nossas matérias no seu e-mail


Relacionados
× Fale conosco!