fbpx
Guia para Gestores de Escolas

Humanai integra conhecimentos das áreas de saúde e pedagogia para capacitar instituições a receber alunos com deficiência.

A consultoria multidisciplinar tem como proposta a inclusão de alunos, com e sem deficiência, no ambiente escolar, capacitando os professores e profissionais a caminharem juntos no processo de educação.

Segundo o Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira) houve um aumento de 20 mil alunos com deficiência nas instituições públicas e particulares no ano de 2013 em relação ao ano anterior, resultando no número de 648.921 matrículas.  O acesso à educação para crianças e adolescentes com deficiência é um direito garantido pela LDB – Lei de Diretrizes e Bases 9394/1996 e determina que as instituições de ensino tenham estrutura física, mecanismos e profissionais capacitados para atender as peculiaridades dos alunos com necessidades especiais. Porém a transposição da teoria para a prática ainda não se aplica à realidade. Muitas escolas demonstram um grande despreparo para acolher e integrar o aluno com deficiência, a fim de que possam participar das atividades escolares, independentemente de suas limitações.

Diante desse contexto, as profissionais Silvia Ferraresi, fisioterapeuta, Ana Elisa Chaves, fonoaudióloga e Janaina Yoko Nascimento, terapeuta ocupacional,uniram-se para criar a HUMANAI, empresa de consultoria, assessoria e treinamento, que nasce trazendo em suas bases a missão de potencializar a prática pedagógica nas instituições de ensino, trabalhando o processo de inclusão dos alunos, com e sem deficiência, nas atividades de âmbito escolar, seja no processo educativo, seja no desenvolvimento das relações interpessoais.

Para tornar esta missão possível, ou seja, capacitar os professores e alunos a lidarem com as crianças com deficiência, a empresa promove a realização de workshops, treinamentos periódicos, supervisão de casos, formação continuada, consultoria voltada para adaptações na infra-estrutura (mobiliários e ambientes), além de suporte contínuo às instituições de ensino. “Acreditamos que a interface entre a saúde  e educação seja de grande valia para alunos com desenvolvimento típico e atípico e para todos os envolvidos nos processo de escolarização. O conhecimento agregado entre as duas áreas possibilita um olhar diferenciado sobre a problemática, favorecendo o despertar de novas estratégias para o processo de inclusão educacional”, explica Janaina Nascimento, terapeuta ocupacional da HUMANAI.

A HUMANAI tem na figura do professor um mediador ativo, já que na primeira infância ele é o primeiro a constatar as ações e reações da criança que pode indicar algum tipo de deficiência ou dificuldade. Desta forma, em parceria com a família, é possível distinguir limitações e buscar as devidas alternativas para enfrentá-las. “Obviamente o trabalho do professor não substitui a avaliação médica ou terapêutica, mas quando o professor possui uma formação mais qualificada e a consciência da importância de uma intervenção precoce, ele pode ser um agente de mudança na realidade dessas crianças”, enfatiza Silvia Ferraresi, fisioterapeuta.

Com retornos positivos de instituições de ensino que já receberam o projeto, as dúvidas, tabus e preconceitos para lidar com crianças com deficiências ainda são bastante expressivas, de acordo com as especialistas. “Não basta aceitar o aluno com deficiência na instituição de ensino apenas para cumprir uma lei. É necessário se certificar de que ele realmente está acompanhando o aprendizado e, o mais importante, que ele não seja excluído do ambiente educacional por conta das suas limitações” ressalta Ana Elisa Chaves, fonoaudióloga da empresa.

A HUMANAI é uma consultoria que busca a inclusão de crianças com deficiência ou limitações no universo escolar, alinhada a mecanismos e treinamentos que possibilitam acesso igualitário a aprendizagem e interação no ambiente educacional. A HUMANAI oferece consultoria a todos os níveis de escolas no país.

Formada por uma equipe multidisciplinar, com profissionais experientes que já atuaram em instituições como a AACD, APAE, Hospital Albert Eisntein e atendimento clínico particular, a consultoria surgiu da percepção das especialistas, as quais visualizaram o quanto os estímulos corretos no processo de educação podem ser funcionais, permitindo que os alunos desfrutem de um aprendizado digno, independente de uma situação específica ao qual esteja inserido.

Receba nossas matérias no seu e-mail


Relacionados