fbpx
Guia para Gestores de Escolas

Novo método da SuperGeeks ensina matemática através da criação e prática de games

Considerada por muitos uma disciplina difícil de se aprender, a matemática sempre foi uma vilã entre crianças e adolescentes. Para que tenham um melhor desempenho na disciplina, pais acabam matriculando seus filhos em aulas particulares de reforço escolar ou em escolas especializadas que utilizam métodos tradicionais. Para uma geração digital, que está quase que 100% ligada à tecnologia, essas aulas apesar de ajudarem, com o tempo acabam se tornando cansativas e entediantes, fazendo muitas vezes com que o aluno desista ou perca ainda mais o interesse pela matéria.

E esse desinteresse tende a aumentar cada vez mais enquanto as escolas não adaptarem sua metodologia para este novo perfil de aluno. Segundo pesquisa realizada pela AVG Technologies com famílias de todo o mundo, 66% das crianças entre 3 e 5 anos de idade conseguia usar jogos de computador e 47% sabia como usar um smartphone. No caso das crianças brasileiras, o levantamento apontou que 97% das crianças entre 6 e 9 usam a internet e 54% têm perfil no Facebook.

Atenta às demandas da nova geração a SuperGeeks que já trabalha com cursos regulares de tecnologia, acaba de lançar no mercado um novo método para o ensino da matemática. No SuperMath a criança aprende matemática desenvolvendo e jogando o próprio game.

Voltado para crianças a partir dos sete anos de idade, o curso todo é baseado na metodologia de gamefication (mecanismos de jogos) e game-learning (aprender por meio de jogos), no qual os alunos criam o próprio game ou aplicativo em sala de aula para compreenderem e treinarem determinado problema ou cálculo matemático. Com isso eles aprendem a programar ao mesmo tempo em que reconstroem um problema matemático em forma de algoritmo computacional.

Como atividade extraclasse, os alunos jogam seus próprios games, que ficam online em uma plataforma, até atingirem uma pontuação mínima, tendo como referência o tempo de resolução dos exercícios, sempre focando na exatidão e rapidez. Quanto mais praticam, maior será o domínio sobre determinado exercício.

São 11 fases semestrais (5 anos e meio de duração) com início pelo Math-O que conta com conteúdo do segundo ano escolar. Em cada fase, que tem 16 aulas, os alunos aprendem os principais conteúdos de todo ano letivo escolar do currículo de matemática. Assim, alunos que cursarem até o Math-7 (conclusão do Ensino Fundamental), já terão aprendido matemática até o 9º ano escolar. Uma criança que inicia com 7 anos (correspondente ao 2º ano), por exemplo, após 4 anos de SuperMath, estará no 5º ano escolar aprendendo matemática do 9º ano.

O SuperMath é baseado nos parâmetros curriculares nacionais do MEC e no Common Core State Standarts Initiative, uma iniciativa educacional Americana, que detalha o que os estudantes do ensino fundamental americano (K-12) devem aprender em cada ano escolar.

Quer saber mais sobre o SuperMath? Assista ao vídeo: https://www.youtube.com/watch?v=2awEUmlvWnc&feature=youtu.be ou acese http://SuperGeeks.com.br .

Sobre a SuperGeeks

Fundada em 2014, a SuperGeeks é a primeira e maior escola de Programação e Robótica (Ciência da Computação) para crianças e adolescentes do Brasil. Seu principal objetivo é ensinar de maneira divertida e criativa crianças e adolescentes a criarem tecnologias, estimulando também a formação de programadores  e de uma geração de criadores de tecnologia e não apenas consumidores.

A rede oferece cursos destinados a crianças dos cinco aos dezesseis anos de idade, conta com uma metodologia específica e apoio pedagógico adequado para que o ensino seja aproveitado ao máximo.

Com 30 unidades em operação no país, a SuperGeeks quer levar o conhecimento para o maior número de pessoas possível fazendo do Brasil um dos maiores criadores de tecnologia do mundo.

Quer saber mais? Acesse http://SuperGeeks.com.br.

Receba nossas matérias no seu e-mail


Relacionados
× Fale conosco!