Guia para Gestores de Escolas

Quadras Poliesportivas: Amplos espaços e múltiplas atividades

A rotina escolar é permeada por uma lista extensa de atividades e programações pedagógicas. Nela, são trabalhadas diversas disciplinas e estudos transversais, tanto teórica como prática. E, nesse panorama, localizamos um momento de diversão, entrosamento, socialização e desenvolvimento entre os estudantes: a prática esportiva. As atividades físicas – que compõem diferentes modalidades esportivas – ressaltam trocas lúdicas e se desdobram no período de lazer.

Nas quadras poliesportivas, então, são alocadas as atividades físicas que acabam gerando experiências significativas e positivas no que tangem o desenvolvimento de cada aluno e aluna, além de contribuir para o fomento do entretenimento em áreas amplas. Nesse sentido, “estes espaços proporcionam, além das próprias atividades físicas, a possibilidade da realização de uma infinidade de outros eventos das diversas áreas presentes nas escolas”, diz Augusto Dutra Barreto, coordenador de Educação Física e Esportes do Colégio Renascença (SP).

Para equipar uma quadra poliesportiva é necessário observar atentamente alguns critérios, como segurança dos usuários, regras de utilização para toda a comunidade escolar, posição geográfica do terreno, cobertura e pinturas específicas, manutenção planejada, estrutura acessível para pessoas com deficiência física/motora, iluminação adequada, banheiros e pontos de hidratação, entre outros.

O coordenador Augusto complementa com algumas características que devem ser analisadas minuciosamente com o intuito de preservar o bem-estar e a segurança de todos e todas que utilizam a quadra poliesportiva ­– verificar se o tamanho da quadra atende a demanda da escola; o cuidado em guardar os materiais mais pesados (ou que oferecem riscos) ou fixa-los para evitar quedas; além de boa sinalização; e cuidado com as partes metálicas cortantes e que enferrujam. “A construção deve estar próxima o suficiente das salas de aula, para que a locomoção dos estudantes não tome muito tempo da aula. É preciso ter cuidado, também, com a temperatura e circulação de ar, pois esses espaços tendem a ficar muito quentes”.

“Os pisos mais utilizados são o concreto pintado, madeira e piso aglomerado esportivo. Os acessórios são infinitos, pois hoje se pensa nas quadras como espaços para multi eventos, então as possibilidades são muitas: sistema de som, projetores luzes especiais, palcos e etc.”, complementa Augusto.

Com relação a reformas, diz o coordenador, pode ser anual e, dependendo do tipo de piso instalado, pode ser estender por mais tempo, já que os pisos em madeira geralmente precisam de manutenção a cada dois anos. A ausência de manutenção nos equipamentos das quadras poliesportivas pode ocasionar acidentes em diversos níveis de gravidade. Assim, o período de manutenção (e limpeza especial) aliado a observação frequente e criteriosa (com regras, cuidados e manuais para a utilização) do espaço garantem segurança para os estudantes e prevenção de possíveis acidentes. (RP)

Saiba mais:
Augusto Dutra Barreto – [email protected]

Receba nossas matérias no seu e-mail


Relacionados
Fale conosco!