fbpx
Guia para Gestores de Escolas

Dica – Brinquedoteca: Espaço Lúdico

Matéria publicada na edição 120 | Agosto/2016 – ver na edição online

Por Rafael Pinheiro

Refletindo sobre a educação, suas vertentes, problematizações e desdobramentos que cercam diversas instituições diariamente, focamos, em um caráter imediato, no aprendizado em sala de aula, na relação professor-aluno e nos métodos pedagógicos. Claro que todo ensino é transformador, relevante e necessário, mas, se pensarmos na estruturação educacional como um complexo de multi fatores, diagnosticaremos outros requisitos tão importantes como o aprendizado – o desenvolvimento através da brincadeira, por exemplo.

A arte de brincar possui um papel fundamental no desenvolvimento cultural da criança. Todo brinquedo, jogo ou brincadeira propostos para as crianças levam ao desenvolvimento cognitivo, desde que planejados e pensados com critério. E, caso seja possível, criar espaços próprios para fomentar o lado lúdico, estimulando a criatividade, entrosamento e experimentos coletivos além da sala de aula, como nas brinquedotecas, destacam desenvolvimentos singulares.

Fundado em 2009 e localizado na região oeste de São Paulo, o Colégio AB Sabin foi projetado e construído especificamente para a Educação Infantil, oferecendo uma formação com valores humanistas, em um espaço acolhedor e adaptado para a faixa etária dos alunos. Dentre a infraestrutura, o colégio disponibiliza a brinquedoteca que, segundo a diretora Monica Mazzo, surgiu com a concepção do colégio e, com o passar dos anos, foi remodelada para atender à proposta pedagógica que traz o brincar como eixo norteador e integrador de todos os componentes curriculares da Educação Infantil.

“É o espaço de expressão do imaginário, da fantasia, do jogo simbólico porque é no brincar que a criança se sente desafiada a pensar, propor, discutir, cooperar, possibilitando a construção de valores, autonomia moral e capacidade de viver em sociedade”, destaca Monica.

A brinquedoteca do AB Sabin, conta a diretora, foi planejada com ambientes que estimulam a atividade lúdica, como o Pet Shop e seus animais, a mecânica, o mercado, a casinha com a pia, a geladeira, o fogão, o sofá, o berço. Um espaço para o brincar espontâneo com as roupas, chapéus, acessórios de cabelo, pulseiras que, também, levam à vivência de diferentes papeis sociais. Com o tapete simulador de um bairro, a criança aprende a seguir regras, adquire conhecimento e desenvolve habilidades de forma natural e agradável.

“O projeto teve o auxílio de uma empresa especializada em brinquedotecas que deu vida aos princípios pedagógicos da escola criando espaços que estimulam o brincar. Um diferencial na brinquedoteca do AB Sabin são as intervenções realizadas pelas professoras que criam oportunidades para que a criança aprenda a participar de grupos, a se comunicar, questionar, interagir com outros e ser parte de uma experiência social mais ampla”, ressalta Monica.

Saiba mais:

Monica Mazzo – [email protected]

Receba nossas matérias no seu e-mail


Relacionados
× Fale conosco!