fbpx
Guia para Gestores de Escolas

‘Fábrica de aplicativos’ faz sucesso entre alunos do Colégio Oswald de Andrade

Oficina aberta no ensino Fundamental II do colégio insere alunos na era da Economia Mobile ou Economia do Compartilhamento

Alunos avançam no desenvolvimento de aplicativos para saúde, empreendedorismo, mobilidade urbana e meio ambiente, e aprendem com o apoio de especialistas a tirar proveito das ferramentas digitais 

Um projeto inovador do Colégio Oswald de Andrade estimula a inserção dos alunos do Fundamental II na era da Economia Mobile ou Economia do Compartilhamento. A ‘Fábrica de Aplicativos’, coordenada por dois orientadores com experiência no mercado de tecnologia da informação, reúne semanalmente 20 estudantes dedicados à criação de aplicativos para tablets e celulares.

Desde o início do ano, o grupo de estudantes, com a orientação dos especialistas Evandro Ariki e Lucas Rana, avança no desenvolvimento de aplicativos para uso nas áreas de saúde (localização da ambulância mais próxima), empreendedorismo (guia de eventos para empreendedores), mobilidade urbana (mapeamento de estacionamentos próximos) e meio ambiente (criação de mapa para coleta seletiva de lixo).

O método seguido por Ariki e Rana na Fábrica de Aplicativos não exige dos alunos conhecimento avançado de informática ou programação de computadores. Esse suporte é oferecido na sala de aula pelos próprios especialistas, que são profissionais do mercado de tecnologia recém-convertidos em educadores.

Ariki e Rana foram contratados em janeiro último pelo Oswald, para ministrar até o final do ano 34 aulas a 20 estudantes do 7º, 8º e 9º anos, que optaram por frequentar a Oficina de Aplicativos, parte do projeto denominado Oficinas, que a escola criou para provocar, instigar e desafiar o aluno a “colocar a mão na massa”, segundo explica o coordenador de comunicação do Oswald, André Meller.

Ariki e Rana são cofundadores do projeto Fábrica de Aplicativos (www.fabricadeaplicativos.com.br) e empreendedores sociais.

“Além do conhecimento sobre aplicativos, as aulas da Oficina reforçam a importância do empreendedorismo no mundo digital. Nós também incentivamos o aluno a levar para dentro de um aplicativo toda a sua vida escolar e outras coisas que ele entenda interessante ou necessário ter à mão”, salienta Ariki.

Segundo os orientadores, todo o trabalho em sala de aula é realizado em equipe. Ariki e Rana não interferiram na escolha dos tipos de aplicativos que os alunos estão desenvolvendo, apenas mediaram o processo de construção de ideias, ajudando a identificar os motivos que deram origem às ferramentas e a definir um modelo de negócio para cada um desses produtos.

“Daí para a frente começamos a produção, com a ‘prototipagem’ dos aplicativos. Esta etapa demanda muito estudo por parte dos alunos, para o desenvolvimento de habilidades em design, identidade visual e pesquisa, tendo em vista o conteúdo de cada ferramenta concebida”, exemplifica Rana. “Os alunos do Oswald aprenderam muito rápido”, complementa ele.

Para os coordenadores da Oficina, a Fábrica de Aplicativos do Oswald de Andrade também tem contribuído no sentido de ajudar a desmistificar a complexidade da tecnologia, estimulando os alunos a usá-la com destreza e eficácia para resolver problemas e trazer facilidades no dia a dia.

“É muito melhor aprender a usar a tecnologia para essas coisas do que ficar perdendo tempo no facebook”, avalia Ariki.

De mídias digitais a Luthieria

Realizado todas as sextas-feiras, o projeto Oficinas do Oswald de Andrade envolve grupos formados por entre 15 e 20 alunos. O curso contempla metodologias de laboratório nas áreas de cinema, engenharia, gastronomia, jornalismo, design, moda a outras. No início do ano, os alunos optaram por uma entre 12 oficinas: Agência de Notícias e Mídias Digitais, Improlínguas, Luthieria, Vamos Fazer um Documentário, Livro Ilustrado, Degustando Saberes e Sabores, Produção Audiovisual para Web, Oficina de Gambiarra, Identidade e Estilo e Descola, além da Oficina de Aplicativos.

Sobre o Colégio Oswald de Andrade

Fundado na segunda metade da década de 1970, o Colégio Oswald de Andrade está desde sua origem associado à inovação. Valorizamos o exercício da inovação especialmente na forma como entendemos e praticamos o ensino, desde a educação infantil até o ensino médio. Nos dedicamos todos os dias a formar alunos bem instrumentalizados, éticos e plenamente aptos a escolher diferentes caminhos na formação acadêmica e profissional.

Receba nossas matérias no seu e-mail


Relacionados